Criptosporidíase Caxias do Sul, Rio Grande do Sul

Saiba como ocorre a transmissão da criptosporidíase. Entenda sua epidemologia e as formas de controle. "Os grupos mais atingidos são os menores de 2 anos, pessoas que manipulam animais, viajantes e contatos íntimos de infectados", destaca o autor. Consulte a lista de especialistas da área, em Caxias do Sul.

Jane Margarete Costa
(55) 3221-8941
Pinheiro Machado 2350 - 307 B
Santa Maria, Rio Grande do Sul
Especialidade
Infectologia

Dados Divulgados por
Márcia de Lima Rodrigues
(53) 3233-5140
Av Major Carlos Pinto 420
Rio Grande, Rio Grande do Sul
Especialidade
Infectologia

Dados Divulgados por
Thays Kepplin Prola
(51) 3311-4144
Rua Santo Antônio 434 - 302
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Infectologia

Dados Divulgados por
Alexandre Prehn Zavascki
(51) 3362-1850
Jose Scutari 260
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Infectologia

Dados Divulgados por
Paulo Renato Petersen Behar
(51) 3343-4100
Av. Bagé 1292 - Apto 301
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Infectologia

Dados Divulgados por
Eduardo Sprinz
(51) 3330-2961
Av. Taquara 198 - Cj. 204
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Infectologia

Dados Divulgados por
Roseli Stone Vieira
533-2339
R Aquidaban 746 - C
Rio Grande, Rio Grande do Sul
Especialidade
Infectologia

Dados Divulgados por
Ana Maria Sandri
(51) 3336-1235
Av. Ipiranga 6690 - Sl 704
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Infectologia

Dados Divulgados por
Marilia Maria dos Santos Severo
(51) 3343-4100
Av. Bagé 1292 - Apto 301
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Infectologia

Dados Divulgados por
Cidreira Praia Clube
(51) 681-1488
r Osvaldo Aranha
Cidreira, Rio Grande do Sul
 
Dados Divulgados por

Criptosporidíase

Fornecido por: 

Aspectos Clínicos
Descrição - Infecção causada por protozoário coccídeo, parasito reconhecido como patógeno animal. Atinge as células epiteliais das vias gastrointestinais, biliares e respiratórias do homem, de diversos animais vertebrados e grandes mamíferos.

É responsável por diarréia esporádica em todas as idades, diarréia aguda em crianças e a diarréia dos viajantes.

Em indivíduos imunocompetentes, esse quadro é auto-limitado, entre 1 e 20 dias, com duração média de 10 dias.

Em imunodeprimidos, particularmente com infecção por HIV, ocasiona enterite grave, caracterizada por diarréia aquosa, acompanhada de dor abdominal, mal-estar, anorexia, náuseas, vômitos e febre.

Esses pacientes podem desenvolver diarréia crônica e severa, acompanhada de desnutrição, desidratação e morte fulminante. Nessa situação, podem ser atingidos os pulmões, trato biliar ou surgir infecção disseminada.



Aspectos Epidemiológicos


Agente etiológico - Cryptosporidium parvum.




Cryptosporidium parvum



Reservatório - O homem, o gado e animais domésticos.



Modo de transmissão - Fecal-oral, de animais para o homem ou entre pessoas, pela ingestão de oocistos, que são formas infecciosas e esporuladas do protozoário.



Período de incubação - De 2 a 14 dias...


Continue sua leitura em Saúde e Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net