Dependência de maconha Mogi das Cruzes, São Paulo

Entenda os efeitos físicos e psíquicos causados pela maconha. Estude sobre sua origem e aspectos gerais. "Há evidente perturbação na capacidade da pessoa em calcular tempo e espaço e um prejuízo na memória e atenção", destaca o autor. Consulte a lista de serviços de apoio, em Mogi das Cruzes.

Ego Clínica Psicológica e Integrada S/C Ltda
(11) 4828-5302
r Felipe Sabbag, 145, Centro
Ribeirão Preto, São Paulo

Dados Divulgados por
Célia Regina Nocera Cinci
(16) 3904-9844
r Sete de Setembro, 1667, Alto da Boa Vista
Ribeirão Preto, São Paulo

Dados Divulgados por
NEUROCLINICA
(14) 3322-4277
RUA BENJAMIN CONSTANT, 601
OURINHOS, São Paulo
 
Consultório Psicologia
3699-7455 ou 7017-3086
R. Caetano de Campos, 401
Osasco, São Paulo
 
Sibely K. Nogueira de Barros
(12) 3941-3069
Rua Santa Elza, 241 Vila Ady Anna
São José dos Campos, São Paulo
 
Clínica Equilíbrio S/C Ltda
(11) 4827-5454
r Domingos Mejias Morgado, 39, An 2 Sl 21, Centro
Ribeirão Preto, São Paulo

Dados Divulgados por
Priscila Romero
(12) 7813-5965
Rua Barão da Pedra Negra, 651 3andar
Taubaté, São Paulo
 
Ligia Perreira Bacelo
(13) 3232-7571
av Ana Costa, 222, An 4 Cj 42, Vl Matias
Santos, São Paulo

Dados Divulgados por
nappsicologia núcleo de assessoria psicológica
11 9603 3041 11 6837 3184
Rua Drº Tosta 194 centro
Bragança Paulista, São Paulo
 
psicologia clinica
17- 30142198- 30225710- 91259059- 91120926
rua dr presciliano pinto,3004-sl-03
sao jose do rio preto, São Paulo
 
Dados Divulgados por

Dependência de maconha

Fornecido por: 

MACONHA - Sinônimos: HASHISH; BANGH; GANJA; DIAMBA; MARIJUANA; MARIHUANA



THC (TETRAHIDROCANABINOL)



Um pouco de história



A maconha é o nome dado aqui no Brasil a uma planta chamada cientificamente de Cannabis sativa. Em outros países ela recebe diferentes nomes como os mencionados no título deste folheto. Ela já era conhecida há pelo menos 5.000 anos, sendo utilizada quer para fins medicinais quer para "produzir risos".



Talvez a primeira menção da maconha na nossa língua tenha sido um escrito de 1548 onde está dito no português daquela época: "e já ouvi a muitas mulheres que, quando hião ver algum homem, para estar choquareiras e graciosas a tomavão".



Até o início do presente século, a maconha era considerada em vários países, inclusive no Brasil, como um medicamento útil para vários males. Mas também era já utilizada para fins não médicos por pessoas desejosas de sentir "coisas diferentes", ou mesmo utilizavam-na abusivamente.



Conseqüência deste abuso, e de um certo exagero sobre os seus efeitos maléficos, a planta foi proibida em praticamente todo mundo ocidental, nos últimos 50-60 anos. Mas atualmente, graças as pesquisas recentes, a maconha (ou substâncias dela extraídas) é reconhecida como medicamento em pelo menos duas condições clínicas: reduz ou abole as náuseas e vômitos produzidos por medicamentos anticâncer e tem efeito benéfico em alguns casos de epilepsia (doença que se caracteriza por convulsões ou "ataques").




Entretanto, é bom lembrar que a maconha (ou as substâncias extraídas da planta) têm também efeitos indesejáveis que podem prejudicar uma pessoa.



O THC (tetrahidrocanabinol) é uma substância química fabricada pela própria maconha, sendo o principal responsável pelos efeitos da planta. Assim, dependendo da quantidade de THC presente (o que pode variar de acordo com o solo, clima, estação do ano, época de colheita, tempo decorrido entre a colheita e o uso) a maconha pode ter potência diferente, isto é, produzir mais ou menos efeitos. Esta variação nos efeitos depende também da própria pessoa que fuma a planta: todos nós sabemos que há...

Continue sua leitura em Saúde e Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net