Capoeira Ji-Paraná, Rondônia

A página abaixo contêm todas as informações locais que são relevantes quando se trata de capoeira em Ji-Paraná. Encontre profissionais da sua região, artigos educativos, eventos, opiniões, etc. Tudo em uma única página!

Marcia Braz
(69) 421-1183
r C, 301
Ji-Paraná, Rondônia
 
Raimundo Martins Carvalho
(69) 421-3851
av Brasil, 2100
Ji-Paraná, Rondônia
 
Almiro Amorim Ltda
(69) 541-2122
av 15 de Novembro, 1613, Guajará-Mirim
Guajara-Mirim, Rondônia
 
Escola de Música Ritmo e Som
(69) 223-1910
r Herbert de Azevedo, 1969, Arigolandia
Porto Velho, Rondônia
 
Smart Baby Creche
(69) 221-1314
av Rafael Vaz e Silva, 2646, Mato Grosso
Porto Velho, Rondônia
 
Douglas Amaral Loureiro
(69) 421-1281
av Transcontinental, 1492
Ji-Paraná, Rondônia
 
Escola Música Mozarts
(69) 461-1433
r Barão Guararapes, 580
Ouro Preto D'Oeste, Rondônia
 
Geralda Genuina Fonseca
(69) 322-1329
av Afonso Juca de Oliveira, 35, qd 88
Vilhena, Rondônia
 
Eli Schuindt
(69) 221-5111
r José de Alencar, 3839, Centro
Porto Velho, Rondônia
 
Escola de Música Sol Maior
(69) 221-0882
r Julio de Castilho, 879, Centro
Porto Velho, Rondônia
 

Capoeira

Fornecido por: 

Luta e dança: a capoeira ajuda as brasileiras a modelar o corpo

Em vez das aulas de ginástica localizada ou dos tradicionais exercícios abdominais, as mulheres no Brasil estão buscando um esporte bem mais estimulante: a capoeira. A prática desse jogo, que alia movimentos de dança e de luta, ajuda a aumentar a flexibilidade e a perder peso.

Trazida de Angola e usada pelos escravos, essa prática foi durante muito tempo condenada pela sociedade e chegou até mesmo a ser proibida. Mas, em 1972, tornou-se reconhecida como esporte e começou a se popularizar entre os diversos setores da população.

"Mulheres entre 15 e 25 anos e algumas na faixa dos 40 compõem de 50 a 80 por cento das minhas turmas", disse Arlindo Rodrigues, que ensina capoeira em uma academia de São Paulo.

A ginga é o movimento fundamental, do qual partem todos os golpes ofensivos ou defensivos. O capoeirista, agitando-se sem deixar de manter a base de apoio, em conjugação com as mãos, procura iludir e desnortear o adversário.

Embora seja uma prática de defesa pessoal, com golpes mortais, o que tem atraído as mulheres é a flexibilidade, a agilidade, a resistência e perda de peso proporcionados pelo jogo afro-brasileiro.

"As mulheres dizem que fazer exercícios e dançar ao som de berimbaus, atabaques e pandeiros é o jeito mais estimulante de manter a forma", disse Rodrigues, explicando o grande número de participantes em suas aulas.

Músculos bem trabalhados

O jogo é rico em movimentos bem dosados. Nos giratórios, as pernas descrevem uma trajetória circular; nos coreográficos, são feitos movimentos acrobáticos, como a estrela, típica da ginástica olímpica, e nos desequilibradores, são alternadas rasteiras e "tesouras", em que a intenção é derrubar o companheiro.

Combinados, esses exercícios trabalham os músculos das pernas, dos glúteos e do abdômen. Mas, embora use principalmente as pernas, a capoeira também faz acrobacia com os braços, que se tornam firmes e bem desenhados, sem sinais de flacidez, comuns depois dos 40.

Os benefícios são ainda mais intensos quando se pratica também musculação. A capoeira exige força muscular, o caminho mais rápido para aperfeiçoar os movimentos, explicou Rodrigues. As aulas, com uma hora de duração, mesclam dois tipos de capoeira: a angolana, tradicional, de movimentação lenta e a regional, que é mais dinâmica e explora a velocidade. Comparativamente, o professor disse que "é como se fosse uma corrida: uma de 100 metros e outra de ...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net