Centro de Linguística Palhoça, Santa Catarina

Encontre centro de linguística em Palhoça. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Fernando Oto dos Santos
(48) 3273-9000
Rua Luiz Fagundes 000
Sao Jose, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Urgência

Dados Divulgados por
Gil Vicente Machado de Faria
3222-8410
Av Osmar Cunha 183 - 906
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Marcos Krahe Edelweiss
3226-1212
Rod SC 405 2507
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Omar Cesar Ferreira de Castro
Av. Pref. Osmar Cunha 183 - Centro
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Felipe Marcelo Xavier
3224-1511
Rua Jeronimo Coelho 389 - 46
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Jose Carlos Silveira de Mello
324-6128
Rua Joao Sandim 2
Sao Jose, Santa Catarina
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Genesis Laboratorio Clinico
(48) 3028-2882
Prefeito Osmar Cunha 486 - Sala 03
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Silvia Macdonald Noronha
3223-1122
Rua Luiz Delfino 86
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Nuclear

Dados Divulgados por
Jucilio de Albuquerque Fernandes
3223-1122
Rua Luiz Delfino 86
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Nuclear

Dados Divulgados por
Jose Maria Soares Filho
3223-3073
Rua Alvaro de Carvalho 267 - 301
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Centro de Linguística

Fornecido por: 

Durante um ano a lingüista Michelli Alessandra Silva observou um grupo de crianças com deficiência visual e alterações no desenvolvimento, atendidas no Centro de Estudos e Pesquisa em Reabilitação “Dr. Gabriel Porto” (Cepre), em diferentes atividades. O objetivo era identificar, nessas crianças, indícios de desenvolvimento e processos de apropriação de práticas sociais. Michelli apresentou os resultados de sua pesquisa na Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e foi orientada pela professora Cecília Guarnieri Batista.

A lingüista destaca que a importância do seu trabalho está, justamente, em buscar nas crianças o que elas têm e não o que lhes falta para um desenvolvimento adequado. “Tentei fazer um movimento contrário e, ao invés de salientar os atrasos, destacar os indícios de desenvolvimento observados em contextos de interação”, explica.

As diferentes formas das três crianças estudadas, em idade pré-escolar, utilizarem objetos, participarem de atividades e fazerem uso da linguagem foram salientadas como lugares para se observar as práticas sociais. “Neste contexto, o adulto desempenhou papel fundamental, atribuindo sentido e dando significado ao que a criança realizava”, observa.

A especialista cita o exemplo de uma das crianças que, nos atendimentos iniciais, não conseguia interagir com o grupo e ficava junto à mãe o tempo todo. Com o tempo, a menina começou a explorar o ambiente e aceitar o contato com outras pessoas até que, em uma sessão, deparou com uma pia e com a ajuda de um adulto passou a abrir e fechar a torneira.

Num primeiro momento ela brincou de abrir e fechar a ...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net