Clínica Dermatológica Cabo Frio, Rio de Janeiro

Encontre clínica dermatológica em Cabo Frio. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Miriam Botelho de Mattos
226-5164
R. do Catete 311 - 302
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Eduardo de Mendonca e Silva
2254-5194
R. Gal. Roca 685 - 601
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Fernando J Chapermann
(21) 2247-0435
Av N S Copacabana 1066 - Sala 1102D
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Eduardo de Almeida Mattos
(21) 2667-1870
Humberto Gentil Baroni 132
Nova Iguacu, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Rubens Carmo Costa Filho
(21) 2528-1547
Atahualpa 86 - 1
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Luiz Francisco Souza da Fontoura
33258428
Av das Américas 4790 cj. 519 Barra da Tijuca Rio de Janeiro
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Cirurgia Cranio-Maxilo-Facial

Dados Divulgados por
Denise Menezes Seroa da Motta
(21) 2142-0935
Av. Franklin Roosevelt 166 - Sala 403
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Fausto Jose Santos Soares
Rua Miguel de Frias 88 - 1204
Niteroi, Rio de Janeiro
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Fabio Basilio Fernandes dos Santos
(21) 3501-3242
Rua Barçao de Itapagipe 169
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Beatriz Ohana
(21) 3353-4114
Avenida das Américas7935 SUNPLAZA bloco 1 sala 718 Barra da Tijuca
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica Dermatológica

Fornecido por: 

Há meninas que adoram se fantasiar de mulheres. Usam os vestidos e as sandálias da mãe, passam batom e fazem pose de top model. Os pais acham graça e, muitas vezes, até incentivam a filha a se maquiar para ficar mais bonita. Ledo engano. No Congresso Internacional de Dermatologia Cosmética, realizado no Rio de Janeiro, médicos alertaram sobre os males que o uso precoce de maquiagem pode causar à pele.

Além da maquiagem, produtos de higiene, como xampus, sabonetes e cremes, também costumam causar muitos problemas dermatológicos. Segundo a dra. Silmara da Costa Pereira Cestare, do Departamento de Dermatologia Pediátrica da Sociedade Brasileira de Dermatologia, esses produtos contêm substâncias químicas que aumentam o risco da dermatite de contato, que pode ser por irritação ou alergia.

"Na infância, a sensibilidade da pele é muito maior. Por isso, podem ocorrer reações a produtos com altas concentrações de substâncias alergênicas. Para evitar o problema, o melhor a fazer é só comprar produtos infantis para as crianças", disse a dra. Cestare. As crianças devem ter seus próprios xampus e sabonetes, sem usar os dos adultos.

Caso contrário, podem surgir os primeiros sintomas da dermatite: vermelhidão, bolinhas, coceira, ardência, evoluindo depois para feridas, com secreção, descamação e formação de casquinha. Nos casos crônicos, o problema pode se tornar insuportável.

O mesmo acontece com a maquiagem, produto fabricado especificamente para a pele de adultos. Segundo a dra. Silmara, os cosméticos que mais causam problema são sombra e esmalte. Isso porque a região das pálpebras é uma das mais sensíveis do corpo e, no caso das crianças, essa sensibilidade é ainda maior. Apesar de o esmalte ser usado apenas nas unhas, a criança passa a mão nos olhos diversas vezes por dia, fazendo com que a área entre em contato com substâncias químicas prejudiciais à pele.

Testes identificam causa da dermatite

A melhor maneira de evitar a dermatite de contato em crianças é não usar produtos de higiene inadequados e maquiagem. Mas se o problema acontecer, não há motivo para desespero. A solução é fácil e rápida. O primeiro passo é identificar o que está causando a irritação. "Há testes de contato que permitem a identificação do produto em 48 horas", diz a dermatologista.
Nesses testes, a criança é exposta a substâncias químicas e, depois, o médico verifica que tipo de reação ocorreu. Se dois dias depois os sintomas da dermatite aparecerem é porque a causa do problema era aquela.

Uma vez afastada a causa, e dependendo da fase da alergia, a criança deve usar cremes antiinflamatórios de uso tópico. Em uma a duas semanas, os sintomas desaparecem. Mas é fundamental que se descubra a causa da dermatite para que os sintomas não ressurjam mais tarde, lembra a dra. Cestare.

Risco independe das marcas dos produtos

Segundo a dra.Vitória Regina de Almeida Rego, do Departamento de Cosmeatr...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net