Clínica de Infecto-Parasitologia Boa Vista, Roraima

Encontre clínica de infecto-parasitologia em Boa Vista. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

DR Ferrer Alessandro
(95) 625-5901
r Clínica São Mateus
Boa Vista, Roraima
 
Dra Ana Lilia GB Souza e Dra Jucineide Vieira Araújo
(95) 224-1460
r Melvim Jones, São Pedro
Boa Vista, Roraima
 
Alacia Beschorner
(95) 625-1375
r Mario Homem de Melo, 4783, qd 50, Nova Canaã
Boa Vista, Roraima
 
Leopoldo Augusto Araújo Ponchet Fl
(95) 224-0186
r Presidente Costa e Silva, 1249, São Pedro
Boa Vista, Roraima
 
DR Francisco Ferreira de Freitas Jr
(95) 224-1433
r Barreto Leite, Centro
Boa Vista, Roraima
 
DR Ruy Guilherme S Souza
(95) 224-1460
r Melvim Jones, São Pedro
Boa Vista, Roraima
 
CTG Querência
(95) 224-1381
av Brigadeiro Eduardo Gomes, 1000, São Francisco
Boa Vista, Roraima
 
DR Henrique José Schiaveto
(95) 224-1460
r Melvim Jones, São Pedro
Boa Vista, Roraima
 
Coml Maruai
(95) 224-2006
av Getulio Vargas, 923, Centro
Boa Vista, Roraima
 
Iate Clube Boa Vista
(95) 623-4100
r D M Paracar SN
Boa Vista, Roraima
 

Clínica de Infecto-Parasitologia

Fornecido por: 

A carência de informações sobre higiene e segurança alimentar, destinadas aos segmentos populacionais mais vulneráveis às doenças transmitidas por alimentos (DTA), motivou o desenvolvimento de uma pesquisa coordenada pelo pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) William Waissmann. O estudo foi submetido a um edital do CNPq e teve como produtos a construção de uma página eletrônica e três vídeos educativos, a fim de despertar a população para a prevenção das DTA, particularmente no ambiente doméstico. As doenças transmitidas por alimentos (DTA) representam importante problema de Saúde Pública no mundo. Dados da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) indicam que metade dos casos de DTA no país ocorre no ambiente doméstico, resultante de falhas higiênicas na manipulação dos alimentos.

Dessa forma, a partir de um estudo epidemiológico feito com os portadores de HIV/Aids que estavam em tratamento nos 14 centros de saúde da rede pública do Rio de Janeiro, verificou-se que possuíam conhecimentos insuficientes na área de higiene e segurança alimentar. Os resultados apontaram que a maioria dos entrevistados (82,1%) não confere etiquetas, composição, data de validade e origem dos alimentos; metade dos participantes desconhece que alimentos sem alterações nas suas características sensoriais podem causar doenças e que produtos refrigerados devem ser selecionados ao final das compras; um terço não confere as condições dos ovos e 10% compram ou consomem carnes oriundas do comércio ambulante. Além disso, 71% dos entrevistados nunca foram orientados sobre o assunto em consultas com diferentes profissionais de saúde.

O site Cuidar dos Alimentos já está disponível no Portal Fiocruz e conta com um perfil de navegação diferenciado para os públicos infantil e adulto, abordando questões relacionadas a compra, preparo, armazenamento e conservação de alimentos no ambiente doméstico, com especificações para grupos especiais. Dois vídeos são direcionados aos públicos adolescente e adulto. No primeiro, apresenta-se a compra de alimentos em um supermercado, orientando o público de maneira correta à verificação das informações dos rótulos dos alimentos, aparência e métodos de conservação, além de critérios adequados para aquisição de alimentos. O segundo vídeo mostra os principais cuidados que devem ser adotados no prepa...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net