Clínica de Neurologia Pediátrica Joinville, Santa Catarina

Encontre clínica de neurologia pediátrica em Joinville. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Moacir de Freitas Toledo
(47) 3026-2139
Rua Rodeio 53 - Referênica: Vindo Pela Rua Iririú - Direção Centro Entre na
Joinville, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Irene Vieira Souza
322-4188
Rua Dom Jaime Camara 77 - 601
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Jose Carlos Silveira de Mello
324-6128
Rua Joao Sandim 2
Sao Jose, Santa Catarina
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Ivana Maria Porto Ribeiro
3222-3867
Rua Dom Jaime Camara 66 - 403
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Marcos Krahe Edelweiss
3226-1212
Rod SC 405 2507
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Marco Antonio Martins
(47) 3432-2670
Rua Tenente Paulo Lopes 200
Joinville, Santa Catarina
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Joao Nilson Zunino
322-4879
Rua Dom Joaquim 660
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Cilmar Mello da Rosa
3222-8791
Rua Menino Deus 376
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Aurelio Pacheco Costa Filho
3212-5050
Av Trompowsky 291
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Nuclear

Dados Divulgados por
Carlos Renato da Silva Fonseca
3248-8778
Rua Arnoldo Candido Raulino 183
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica de Neurologia Pediátrica

Fornecido por: 

Crianças que cumprem muitas tarefas e que são muito cobradas são as mais propensas a sofrer de enxaqueca.
Em entrevista à Radiobrás, o neuropediatra Sérgio Henrique Veiga disse que os fatores emocionais e o estresse são os grandes responsáveis pela ocorrência de dores de cabeça fortes e periódicas nas crianças.  

"As crianças hoje são verdadeiros profissionais. Estudam um período, fazem inglês, espanhol no outro e até dois tipos de modalidade esportiva", disse o médico.

Segundo Sérgio Henrique, a solução seria diminuir as responsabilidades e as atividades da criança, para que ela relaxe de seus problemas.

"Quando algum fator emocional está envolvido, mesmo com tratamento medicamentoso, a enxaqueca pode voltar no futuro", alertou.

Os medicamentos só podem ser dados sob orientação médica. A cura definitiva, de acordo com Sérgio Henrique, só é possível se houver uma conciliação do tratamento com a melhoria da qualidade de vida e com a adoção de uma dieta adequada. A criança deve evitar alimentos gordurosos.

A enxaqueca é uma forte dor de cabeça sem causa específica, que pode vir acompanhada de vômito, alterações visuais, emocionais e tonturas.

A dor pode ser gerada por fatores hereditários, emocionais ou alimentares. Crianças de até três anos podem sofrer do mal, mas a freqüência maior é na idade escolar.

(Com informações da Agência Brasil)

Fonte: CNN
 

Data da Publicação: 1...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net