Clínica de Neurologia Pediátrica São Leopoldo, Rio Grande do Sul

Encontre clínica de neurologia pediátrica em São Leopoldo. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

GISLAINE ROCHA DE QUADROS
(51) 8171-2976
Consultório de Fonoaudiologia em Canoas
Canoas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Foniatria

Dados Divulgados por
Suzana dos Santos
(51) 3226-5947
Professor Annes Dias 154 - 601
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Elizabeth Lemos Silveira
(51) 3222-7139
Rua Dona Laura 45 - 204
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
Gislaine Astir Lunardi Flores
(51) 3012-1739
General Neto 143
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Valerie Noronha Menezes Kreutz
(51) 3222-9277
Padre Chagas 147 - Sala 504
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina Estetica

Dados Divulgados por
Melissa Marcanzoni Bortolotto
(51) 3486-1291
Papa João Xxiii 28
Gravatai, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Flávio Dias Silva
(51) 3341-0100
Av. Andaraí 130
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Jorge David Rocha Zanol
(51) 3333-9393
Nilopolis 145
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Gessie Anne Lopes
(51) 3023-8888
Rua Marechal Floriano Peixoto 450
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina Interna

Dados Divulgados por
Alexandre Guedes Marcolla
513-2275
R Andradasdos 1711 - Sl. 204
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica de Neurologia Pediátrica

Fornecido por: 

Crianças que cumprem muitas tarefas e que são muito cobradas são as mais propensas a sofrer de enxaqueca.
Em entrevista à Radiobrás, o neuropediatra Sérgio Henrique Veiga disse que os fatores emocionais e o estresse são os grandes responsáveis pela ocorrência de dores de cabeça fortes e periódicas nas crianças.  

"As crianças hoje são verdadeiros profissionais. Estudam um período, fazem inglês, espanhol no outro e até dois tipos de modalidade esportiva", disse o médico.

Segundo Sérgio Henrique, a solução seria diminuir as responsabilidades e as atividades da criança, para que ela relaxe de seus problemas.

"Quando algum fator emocional está envolvido, mesmo com tratamento medicamentoso, a enxaqueca pode voltar no futuro", alertou.

Os medicamentos só podem ser dados sob orientação médica. A cura definitiva, de acordo com Sérgio Henrique, só é possível se houver uma conciliação do tratamento com a melhoria da qualidade de vida e com a adoção de uma dieta adequada. A criança deve evitar alimentos gordurosos.

A enxaqueca é uma forte dor de cabeça sem causa específica, que pode vir acompanhada de vômito, alterações visuais, emocionais e tonturas.

A dor pode ser gerada por fatores hereditários, emocionais ou alimentares. Crianças de até três anos podem sofrer do mal, mas a freqüência maior é na idade escolar.

(Com informações da Agência Brasil)

Fonte: CNN
 

Data da Publicação: 1...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net