Clínica de Neurologia Pediátrica São Paulo, São Paulo

Encontre clínica de neurologia pediátrica em São Paulo. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Luiz Eduardo Vitagliano
(11) 3505-2012
R. Maestro Cardim 769 - Bloco 2 Audit. Interna
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Administração em Saúde

Dados Divulgados por
Masayuki Nakagawa Junior
(11) 3078-0716
Rua Tabapuã 821 - Cj 66
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Administração em Saúde

Dados Divulgados por
George Stojkow
(11) 5096-0140
Rua Casa do Ator 764
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Thomaz Rafael Gollop
(11) 5093-0809
R. Félix de Sousa 321
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
Oduvaldo Goes
(11) 3069-7193
R.Dr.Ovídio Piresa de Campos 225 - Vigilância Sanitária
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Administração em Saúde

Dados Divulgados por
Jose Roberto Araujo Lima
(11) 3846-7973
R. Barra do Peixe 18
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Endrigo Emanuel Giordani
(11) 8635-3195
Dr. Altino Arantes 870
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Rita Kaarkoski
36751211
Rua Cardoso de Almeida 1991
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Gisele Cristine Teixeira Barbosa
(11) 3081-5973
Rua Rubião Meira 42
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Medicina Estetica

Dados Divulgados por
Cleber Sartorio
(11) 8358-6556
Rua Joquim Felicio 146 - 13 B
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Medicina Preventiva e Social

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica de Neurologia Pediátrica

Fornecido por: 

Crianças que cumprem muitas tarefas e que são muito cobradas são as mais propensas a sofrer de enxaqueca.
Em entrevista à Radiobrás, o neuropediatra Sérgio Henrique Veiga disse que os fatores emocionais e o estresse são os grandes responsáveis pela ocorrência de dores de cabeça fortes e periódicas nas crianças.  

"As crianças hoje são verdadeiros profissionais. Estudam um período, fazem inglês, espanhol no outro e até dois tipos de modalidade esportiva", disse o médico.

Segundo Sérgio Henrique, a solução seria diminuir as responsabilidades e as atividades da criança, para que ela relaxe de seus problemas.

"Quando algum fator emocional está envolvido, mesmo com tratamento medicamentoso, a enxaqueca pode voltar no futuro", alertou.

Os medicamentos só podem ser dados sob orientação médica. A cura definitiva, de acordo com Sérgio Henrique, só é possível se houver uma conciliação do tratamento com a melhoria da qualidade de vida e com a adoção de uma dieta adequada. A criança deve evitar alimentos gordurosos.

A enxaqueca é uma forte dor de cabeça sem causa específica, que pode vir acompanhada de vômito, alterações visuais, emocionais e tonturas.

A dor pode ser gerada por fatores hereditários, emocionais ou alimentares. Crianças de até três anos podem sofrer do mal, mas a freqüência maior é na idade escolar.

(Com informações da Agência Brasil)

Fonte: CNN
 

Data da Publicação: 1...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net