Clínica de Nutricionistas Pelotas, Rio Grande do Sul

Encontre Clínica de nutricionistas em Pelotas. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

ALLIANCE JIU-JITSU
(51) 8139-9025
av. José Loureiro da Silva, 1844
Gravatai, Rio Grande do Sul
 
Academia Andança
(51) 3249-0077
r Dr Campos Velho, 1783, Cristal
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Agagi
(51) 3386-9978
av Mãe Apolinária M Batista, 187, Protásio Alves
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Bem-Estar - Centro de Qualidade de VIda
(51) 8159-9023
Av. Critovão Colombo 1335
POA, Rio Grande do Sul
 
Milena Lopes
05130121672
general vitorino 161
porto alegre, Rio Grande do Sul
 
Vita
(54) 3314-6612
Rua Nascimento Vargas,579 Bairro Vergueiro
Passo Fundo, Rio Grande do Sul
 
Academia GInga Nativa
(51) 3588 6473 81542865
Av. Mauá, 2001, Centro
São Leopoldo, Rio Grande do Sul
 
Academia Energy
(51) 3246-9197
r Eng Jorge Porto, 644 s 103, Ipanema
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia Fitness Hall
(51) 3331-1333
r Silva Jardim, 278, Auxiliadora
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
ProSport Suplementos
(51) 3343-3212
Avenida Assis Brasil, 3135
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
 
Dados Divulgados por

Clínica de Nutricionistas

Fornecido por: 

As drogas desenvolvidas para elevar o colesterol da HDL – lipoproteína conhecida como benéfica ao organismo humano – e a possibilidade deste mesmo colesterol, em determinadas condições, ter uma associação com a doença cardiovascular aterosclerótica, levaram a nutricionista Carla Evelyn Coimbra Nuñez a investigar as possíveis relações entre a hiperalfalipoproteinemia, que corresponde à HDL elevada, e a aterosclerose, doença crônica degenerativa das paredes das artérias e de caráter inflamatório. A idéia foi verificar a relação em um estágio anterior à instauração da lesão propriamente dita ou quando já está estabelecida, cujos sintomas mais freqüentes são o aparecimento de doença coronariana e derrame.

O estudo foi desenvolvido no Laboratório de Lípides do Núcleo de Medicina e Cirurgia Experimental da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) e no Ambulatório de Dislipidemias do Hospital das Clínicas, orientado pela professora Eliana Cotta de Faria. A base do estudo foi investigar, pioneiramente na população brasileira, os biomarcadores plasmáticos de oxidabilidade e inflamação nos portadores de hiperalfa. Segundo Carla, existia a hipótese de que os biomarcadores denominados Proteína C-reativa ultra-sensível, Fator de Necrose Tumoral Alfa (TNF-alfa) e títulos de Auto-anticorpos contra a LDL-oxidada estivessem reduzidos nestes pacientes e que a HDL-colesterol tivesse uma relação inversa com a aterosclerose precoce.

Os resultados, contudo, foram em sua maior parte neutros. “Não se pode afirmar que a elevação do colesterol da HDL teve efeitos positivos ou negativos nos índices avaliados”. Uma justificativa para a surpresa nos resultados, explica, poderiam ser as características metabólicas específicas da população estudada e as faixas de concentrações da HDL.

Carla indica, porém, que as análises servem de referência para se observar alguns mecanismos que podem levar a mudanças na funcionalidade da HDL. “Entender esses mecanismos é fundamental para o desenvolvimento de novas terapias que tenham a elevação do colesterol bom como objetivo”. Nesse sentido, relata que outras pesquisas em funcionalidade estão sendo realizadas pelo grupo, envolvido mais recentemente num projeto temático sobre a HDL, uma vez que há fortes evidências na literatura de que o colesterol da HDL elevado poderia ser pró-inflamatório.

A pesquisa, que foi financiada...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net