Clínica de Pneumologia e Tisiologia Angra dos Reis, Rio de Janeiro

Encontre clínica de pneumologia e tisiologia em Angra dos Reis. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Marcelo Garcia Araújo
(21) 9358-3561
R. Conde de Porto Alegre 477 - 1008/1010
Duque de Caxias, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Rosely Veneu Pinheiro
(21) 2234-7517
R Carmela Dutra 96
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Clara Rey
(21) 9239-8112
Am. Tamandaré 33 - 503
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina Preventiva e Social

Dados Divulgados por
Edson Bento Nascimento da Silva
(21) 2423-6079
Av. Nelson Cardoso 1149 - Sala 1519
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Gerson Carakushansky
(21) 2547-6838
Av. N. S. de Copacabana 500 - Conj. 611
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
José Manoel Alves de Oliveira
(21) 2556-8096
Rua do Catete 90 - Sala 404
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Frederico Azevedo
(21) 2545-9005
Siqueira Campos 93 - 703
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Eduardo de Almeida Mattos
(21) 2667-1870
Humberto Gentil Baroni 132
Nova Iguacu, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Patrícia Ferreira Dalboni
(24) 3348-8888
Rua Quarenta 20 (sala 508)
Volta Redonda, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina Estetica

Dados Divulgados por
Alvaro Henrique Braga
257-6111
R. Br. de S. Francisco 373 - 301
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica de Pneumologia e Tisiologia

Fornecido por: 

Broncoespasmo

DEFINIÇÃO

Constrição reversível de vias aéreas pequenas do trato respiratório distal.


CAUSAS TÓXICAS

  • Bloqueadores beta adrenérgicos
  • Poeira
  • Aspiração de hidrocarbonetos
  • Gases irritantes:

    Amônia
    Cloro
    Fluor
    Acido clorídrico (gases)
    Dióxido de Nitrogênio
    Ozônio
    Fosgênio
    Dióxido de Enxofre

  • Vapores Metálicos ("febre dos vapores metálicos")
  • Organofosforados
  • Fumo


CAUSAS NÃO TÓXICAS

  • Anafilaxia
  • Asma


MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS

As manifestações clínicas observadas são dispnéia, sibilos, cianose e tosse. O paciente também pode apresentar dificuldades para falar e usualmente apresenta taquicardia grave. Nos casos graves pode ser observado "pulso paradoxal".


DIAGNOSTICO DIFERENCIAL

  • Obstrução de vias aéreas devido ao aumento de secreção brônquica
  • Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônicas
  • Hiperventilação
  • Falência ventricular esquerda (asma cardíaca)
  • Tromboembolismo pulmonar
  • Pneumonia
  • Pneumotórax
  • Compensação respiratória de acidose metabólica
  • Obstrução de vias aéreas superiores


INVESTIGAÇÕES RELEVANTES

  • Gasometria arterial (em pacientes graves)
  • Radiografia de tórax
  • Fluxo de Pico Expiratório (PEFR)
  • Volume Expiratório Forçado em um segundo (FEV1)


TRATAMENTO

Administrar oxigênio suplementar.

Administrar um agonista beta-adrenérgico, como salbutamol em aerossol utilizando um nebulizador. Salbutamol também pode ser administrado por via endovenosa, iniciando com uma solução de infusão.

Nos casos graves, aminofilina pode ser associada.

Se a condição clínica do paciente e a gasometria arterial deterioram apesar destas medidas acima, ventilação com pressão positiva intermitente pode ser necessária (IPPV). Entretanto, ventilação é raramente necessária para broncoespasmos decorrentes de exposições tóxicas.


EVOLUÇÃO CLÍNICA E MONITORIZAÇÃO

Geralmente a recuperação é rápida, a menos que o paciente seja asmático. Casos fatais são raros. O paciente deve ser cuidadosamente monitorizado até o desaparecimento dos sintomas.


COMPLICAÇÕES TARDIAS

Nenhuma decorrente do broncoespasmo.

Sensibilização causada por uma substância tóxica pode resultar em doença respiratória reativa.


AUTORES / REVISORES

Autor: Dr Ravindra Fernando, National Poisons Information Centre, Faculty of Medicine, Kynsey Road, Colombo 8, Sri Lanka.
Revisores: Rio de Janeiro, 5.9.97: J.N. Bernstein, E. Birtanov, R. Fernando, H. Hentschel, T.J. Meredith, Y. Ostapenko, P. Pelclova, C.P. Snook, J. Szajewski London, 15.03.98: T. Della Puppa, T.J. Meredith, L. Murray, A. Nantel.
Tradutor: Dr Ligia Fruchtengarten, Março 99.

Fonte: IPCS INTOX

Obs.: O tratamento proposto é apenas para fin...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net