Clínica de Terapia Araguaína, Tocantins

Encontre clínicas de terapia em Araguaína. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Hospital de Referencia
(63) 3421-3909
r Treze de Maio, 2083
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Centro Medico Popular Ltda
(63) 3415-2064
r Sadoc Correia, 561, St Central
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Hospital São Lucas
(63) 8111-6676
r Treze de Maio, 802
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
V. C. B. Tavares - Me
(63) 4140-5090
av Tocantins, 1030, Qd 90 C Lt 1, St Central
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
HDT
(63) 3411-60
av José Brito Soares, 1015
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Clinica Medica do Transito Ltda
(63) 3413-4688
r Ademar Vicente Ferreira, 1865, St Central
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Hospital de Fraturas
(63) 3421-2538
r Caracas Q 23, 500 lt 1
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Carina Amaral Salerno
(63) 3435-1171
r José de Brito Soares, 631, Sl 1, St Anhangüera
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Hospital Dom Oriente
(63) 3411-8787
av Con João Lima Q XX, 1622
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Hospital e Maternidade
(63) 3411-8787
r D Orione, 100
Araguaina, Tocantins

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica de Terapia

Fornecido por: 

Estudo inédito do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) e da Universidade do Arizona (Estados Unidos), aponta que o Johrei - técnica milenar praticada na medicina oriental - pode ser a esperança para pacientes que sentem fortes dores no peito, mas não apresentam nenhuma doença que justifique as queixas de dor. De acordo com o estudo, a terapia alternativa mostrou-se eficaz em 90% dos casos avaliados.

A pesquisa envolveu 40 pacientes com dores torácica não cardíaca, com idade entre 50 e 75 anos. A descoberta resultará em premiação do médico do HC, Tomás Navarro Rodrigues, em Congresso Americano de Gastroenterologia que acontecerá no próximo dia 20 de maio, nos Estados Unidos. Navarro receberá prêmio do mais jovem investigador científico.

Para o trabalho, os estudiosos dividiram os pacientes em dois grupos. Um recebeu três seções de Johrei por semana, de 30 minutos cada uma, num total de 18 seções. O outro grupo foi medicado com terapia utilizada atualmente para o combate da dor. Os casos tratados com a terapia milenar apresentaram 90% de melhoras do quadro clínico, enquanto que os casos tratados com medicamentos apenas 40%.

Possíveis causas

A dor torácica é a segunda causa mais comum de dor na região do peito, após a dor cardíaca. Ela acomete 30% da população que procura o Pronto-Socorro do HC devido a dores torácicas e que os exames cardiológicos evidenciaram-se normais, com idade entre 50 e 75 anos. A hipersensibilidade da função esofágica associada às contrações involuntárias musculares ao longo do esôfago são as possíveis causas responsáveis pela patologia.

No HC o atendimento é de 50 pacientes, em média mensal. Geralmente eles são encaminhados por cardiologistas para a investigação da dor peitoral, cujo tratamento, até então, era um grande desafio. "A simples exclusão de doença cardíaca não elimina a dor ou tranqüiliza o paciente que, mesmo possuindo excelente prognóstico, continua a apresentar intenso comprometimento da qualidade de vida", argumenta o médico.

Para o gastroenterologista, as evidências da pesquisa abrem perspectivas para uma nova abordagem terapêutica. Também adiantou que o Johrei poderá ser adotado futuramente pela Clínica de Gastroenterologia do HC pelos resultados apresentados.

O Johrei é uma técnica de tratamento japonesa que, segundo os adeptos, amplia a força de recuperação natural do homem. As onda...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net