Clínica do Coração Cuiabá, Mato Grosso

Encontre clínica do coração em Cuiabá. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Eliane Solange de Souza Pires
(65) 3617-1688
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Center Clin
(65) 3321-5658
r Br de Melgaço, 2403
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Cecan
(65) 3623-7032
Pc Do Seminário, 141
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Center Med
(65) 3023-6666
r Gago Coutinho, 359
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Audimet Auditoria em Saúde e Medicina do Trabalho
(65) 3321-8725
r Des José Mesquita, 303 Araés
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Naíra Domingos Sé
(65) 3322-2504
Rua Rua dos Líriosº 525
Cuiaba, Mato Grosso
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Ângela Cristina Fanzeres Monteiro Fortes
(65) 3621-1806
r Dr Clóvis Corrêa Costa, s/n c 201
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Antônio M Silva
(65) 3321-4451
r Joaquim Murtinho, 940 Centro Sul
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Clínica Genus Ltda
(65) 3642-4742
av Aclimação, 508, Bsq da Saúde
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Castro, Maria C D
(65) 3321-5658
r Br Melgaço, 2403
Cuiabá, Mato Grosso

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Clínica do Coração

Fornecido por: 

Um rápido exame para medir o colesterol na pele pode determinar o risco de uma pessoa sofrer doenças cardíacas.

A quantidade de colesterol na pele é uma forma não  invasiva de avaliar a  extensão do entupimento das artérias, segundo uma pesquisa apresentada durante o encontro anual da conceituada American Heart Association, em Nova Orleans.

Pesquisadores da Clínica Cleveland descobriram que pacientes com níveis altos de colesterol na pele têm mais chance de ter artérias coronarianas deficientes, o que pode levar a um enfarte caso não sejam tratados.

Quatrocentos pacientes fizeram o novo exame de "Cholesterol 1,2,3" da pele e, em seguida, sofreram cateterização coronariana, o atual teste usado para medir a obstrução das artérias.

Os pacientes com altos níveis de colesterol na pele tinham entupimentos mais sérios do que os que apresentavam níveis reduzidos.

No novo exame, um pedaço de espuma é colocado na palma da mão do paciente e pingam-se gotas nos buracos do material.

Uma substância química no líquido adere ao colesterol na pele. Uma segunda substância é adicionada, reagindo com a primeira, que se torna azul.

Depois de dois minutos a mudança de cor é medida por um leitor de alta sensibilidade, conectado a um computador.

Então, é dado ao paciente um número que indica a quantidade de colesterol em sua pele.

Isso é significativo porque 11 por cento do colesterol do corpo estão na pele e se acumulam na mesma proporção que em outros tecidos, inclusive as artérias.

O criador do exame, Timothy Currie, da International Medical Innovations Inc., declarou à CNN, na terça-feira, que o teste é tão fácil que "qualquer um poderia fazê-lo, inclusive uma recepcionista ou uma enfermeira, enquanto o paciente aguarda ser atendido pelo médico.

"Se resultado do exame apontar níveis altos, o médico pode decidir se pede um exame de sangue para medir o colesterol", acrescentou.

Currie disse que esse procedimento poderia reduzir o número de pacientes que tiram sangue desnecessariamente.

O chefe do estudo, o médico Dennis Sprecher, enfatizou que são indispensáveis mais pesquisas para confirmar se o exame da pele poderia um dia substituir o exame de sangue.

Ele também observou que esse teste pode ser útil na monitoração da resposta do paciente a tratamentos para baixar o colesterol, como medicamentos, dieta e exercícios físicos.

A International...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net