Consultório de Alergologia Alegrete, Rio Grande do Sul

Encontre consultório de alergologia em Alegrete. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

GISLAINE ROCHA DE QUADROS
(51) 8171-2976
Consultório de Fonoaudiologia em Canoas
Canoas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Foniatria

Dados Divulgados por
Newton Luiz Numa Peixoto Primo
(53) 231-5304
R Zalony 160 - Sl. 606
Rio Grande, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Adilson Jair Bellan
(51) 9655-4559
Rua Itaqui 174
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Gisele Finkler da Fonseca
(51) 3231-0688
Rua Grao Para 36
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Valerie Noronha Menezes Kreutz
051 36010723
rua bento gonçalves 1049
Osorio, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina Estetica

Dados Divulgados por
Marilene Lucas Oliveira Bicca
(53) 3222-7398
Rua Anchieta 2396
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Jose Antonio Leivas Lang
(53) 3222-5522
Rua Padre Anchieta 2445
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Claudete Mariza Dias Correa
(53) 222-1806
Rua Anchieta 2293
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Vaniza Kloeckner Farias
(54) 313-2307
Tiradentes 420 - Sala 1
Passo Fundo, Rio Grande do Sul
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Gessie Anne Lopes
(51) 3023-8888
Rua Marechal Floriano Peixoto 450
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Medicina Interna

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Consultório de Alergologia

Fornecido por: 

Ao contrário do que muita gente acredita, as crianças que convivem com gatos ou cachorros têm menos probabilidade de sofrer alergias e asma, sugere estudo preliminar.

"As crianças expostas a animais parecem sair-se melhor," disse Christine Johnson, pesquisadora de Henry Ford Health System, em Detroit, Michigan, que conduziu um dos vários estudos sobre os efeitos da exposição a animais durante a infância.

Em estudo realizado na Georgia e Michigan, os pesquisadores descobriram que o convívio nos primeiros anos de vida com cães e gatos permite que o corpo construa defesas contra alergênios.

Tal convívio tornou as crianças aos sete anos menos suscetíveis a outras substâncias que provocam alergia. Em alguns casos, chegou até mesmo a melhorar a função pulmonar.

O estudo acompanhou 833 crianças, examinando 473 delas após seis ou sete anos, e os resultados foram apresentados na conferência da American Thoracic Society. Mas Johnson e outros pesquisadores recomendam cautela e ressaltam que o assunto continua complexo.

"Estamos propondo que, se cada residência no país tiver gatos, tudo estará bem? Duvido," afirmou dr. Thomas Platts-Mills, especialista em pesquisa sobre alergia da Universidade de Virgínia.

O estudo de Platts-Mills, envolvendo 226 crianças com idades de 12 e 14 anos, também revelou que a exposição a gatos reduz o risco de asma, embora não necessariamente a maioria dos alergênios. Uma equipe de pesquisadores suecos chegou à mesma conclusão.

Os cientistas disseram que os resultados recentes estão de acordo com o que os médicos chamam de "hipótese higiene", isto é, que os norte-americanos cresceram em um ambiente limpo demais, que a falta de contaminantes ambientais significa que o sistema imunológico a reagir em excesso quando se depara com substâncias que provocam alergia.

"Tradicionalmente, a maioria das pessoas pensa que uma maior exposição a esses alergênios re...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net