Consultório de Alergologia Muriaé, Minas Gerais

Encontre consultório de alergologia em Muriaé. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Pedro Cavalcante Falcão Júnior
(32) 3729-7028
Av. Cristiano F. Varella 555
Muriaé, Minas Gerais
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Jose Euclides Franco Ribeiro
3224-8503
R Aquiles Lobo 129
Belo Horizonte, Minas Gerais
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Angela Maria Goncalves Felga
323-2123
Av Rio Branco 1863 - 511
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Sidney
(31) 8492-1255
Av Prof Alfredo Balena 110
Belo Horizonte, Minas Gerais
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
LUCIANA MARQUES DA COSTA
25527706
Rua São Paulo893 sala 706
Belo Horizonte, Minas Gerais
Especialidade
Foniatria

Dados Divulgados por
Monica Maria Demas Alvares Cabral
3248-9750
Av Professor Alfredo Balena 190
Belo Horizonte, Minas Gerais
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Gabriel Prata Resende
(34) 3318-9832
R. Governador Valadares 122
Uberaba, Minas Gerais
Especialidade
Medicina Nuclear

Dados Divulgados por
Eliana Chaves Salomao
(34) 3236-9490
R. Tenente Virmondes 55
Uberlandia, Minas Gerais
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Marcelo Monteiro de Aquino Filho
(32) 3217-4355
Rua Halfeld 651 - 1303
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Jose Edelberto Sanches
323-2152
Av Rio Branco 2986 - Terreo
Juiz de Fora, Minas Gerais
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Consultório de Alergologia

Fornecido por: 

Ao contrário do que muita gente acredita, as crianças que convivem com gatos ou cachorros têm menos probabilidade de sofrer alergias e asma, sugere estudo preliminar.

"As crianças expostas a animais parecem sair-se melhor," disse Christine Johnson, pesquisadora de Henry Ford Health System, em Detroit, Michigan, que conduziu um dos vários estudos sobre os efeitos da exposição a animais durante a infância.

Em estudo realizado na Georgia e Michigan, os pesquisadores descobriram que o convívio nos primeiros anos de vida com cães e gatos permite que o corpo construa defesas contra alergênios.

Tal convívio tornou as crianças aos sete anos menos suscetíveis a outras substâncias que provocam alergia. Em alguns casos, chegou até mesmo a melhorar a função pulmonar.

O estudo acompanhou 833 crianças, examinando 473 delas após seis ou sete anos, e os resultados foram apresentados na conferência da American Thoracic Society. Mas Johnson e outros pesquisadores recomendam cautela e ressaltam que o assunto continua complexo.

"Estamos propondo que, se cada residência no país tiver gatos, tudo estará bem? Duvido," afirmou dr. Thomas Platts-Mills, especialista em pesquisa sobre alergia da Universidade de Virgínia.

O estudo de Platts-Mills, envolvendo 226 crianças com idades de 12 e 14 anos, também revelou que a exposição a gatos reduz o risco de asma, embora não necessariamente a maioria dos alergênios. Uma equipe de pesquisadores suecos chegou à mesma conclusão.

Os cientistas disseram que os resultados recentes estão de acordo com o que os médicos chamam de "hipótese higiene", isto é, que os norte-americanos cresceram em um ambiente limpo demais, que a falta de contaminantes ambientais significa que o sistema imunológico a reagir em excesso quando se depara com substâncias que provocam alergia.

"Tradicionalmente, a maioria das pessoas pensa que uma maior exposição a esses alergênios re...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net