Consultório de Odontologia Marília, São Paulo

Encontre consultório odontológico em Marília. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Danilo Conti
(14) 3413-4065
Avenida Nelson Spielmann 241
Marília, São Paulo
 
Gabriela L Mazzonetto
(16) 3964-6477
Rua Saldanha Marinho 665 s 1
Ribeirão Preto, São Paulo
 
Elisabete Tereza Zanuto
(11) 2484-2636
Avenida Santana do Mundau 495 - 1 s 2
Guarulhos, São Paulo
 
Edvaldo Luiz Ramalli
(16) 3610-8361
Rua Rui Barbosa 1145 cj 22
Ribeirão Preto, São Paulo
 
Odonto 4 Serviços Odontológicos
(16) 3610-1207
Rua Martinico Prado 450
Ribeirão Preto, São Paulo
 
Climore Odontologia
(11) 4121-8088
Rua Thales dos Santos Freire, 20 s 1
São Bernardo do Campo, São Paulo
 
Adriana C Brandani
(16) 3625-3387
Rua Prudente de Morais 1906
Ribeirão Preto, São Paulo
 
Joaquim Alves de Rezende
(16) 3610-7899
Rua Visconde Inhaúma 1650 s 43
Ribeirão Preto, São Paulo
 
Nelson P Magalhães
(21) 2492-1645
Av Américas 3333 s 403
Santos, São Paulo
Especialidade
Odontologia

Dados Divulgados por
José Guilherme Bevilacqua
(16) 3610-6297
Rua Coronel Luiz da Cunha 698
Ribeirão Preto, São Paulo
 
Dados Divulgados por

Consultório de Odontologia

Fornecido por: 

Uma única aplicação de laser de CO2 pode prevenir o que os dentistas chamam de erosão dentária, ou seja, quando ocorre a perda da estrutura do dente por agentes químicos sem ação direta de uma bactéria, como é o caso da cárie. A erosão é nociva e crônica, pois atinge pessoas de várias faixas etárias. Segundo a autora do primeiro estudo que usa o laser de CO2 na prevenção dessa doença, a cirurgiã-dentista Carolina Steiner Oliveira, a erosão tem entre as principais causas a ingestão de bebidas comuns na mesa do brasileiro. Exemplos: refrigerantes, vinhos e sucos industrializados considerados ácidos, entre os quais o de laranja e o de uva.

A conclusão da pesquisa aponta ainda que o laser de CO2 também é eficaz contra a cárie dentária, outro grande problema bucal que ainda acomete grupos de alto risco. Para obter resultados positivos, vários experimentos foram conduzidos na Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) e orientados pela professora Marinês Nobre dos Santos Uchoa. As pesquisas tiveram a colaboração do professor Anderson T. Hara, da Indiana University (Estados Unidos), onde Carolina realizou estágio de doutorado por seis meses, com bolsa do CNPq.

A cirurgiã-dentista empregou um modelo microbiológico com sacarose para induzir a formação de cárie em dentes do siso extraídos de humanos – com a devida autorização do Comitê de Ética – e aplicou determinados parâmetros de laser antes da instalação da cárie e da erosão. O laser de CO2 foi empregado com ou sem flúor para testar a ação conjunta dos mesmos nos modelos experimentais.

Carolina explica que foram quatro pesquisas realizadas para garantir o cruzamento das informações de forma eficiente. O flúor utilizado para os testes foi o mesmo aplicado pelos profissionais em consultórios, na forma de gel. As altas concentrações permitiram uma ação na raiz do dente e também em lesões de cárie mais profundas. As pesquisadoras concluíram que o modelo microbiológico utilizado foi efetivo em produzir lesões de cárie na dentina radicular, e que a combinação do laser de CO2 com o flúor foram efetivos em prevenir tanto a cárie dentária como a erosão na dentina radicular. Nas pessoas mais idosas, a aplicação também poderia ocorrer como forma de prevenção da cárie radicular, que é o tipo de lesão que mais afeta essa população.

O laser utilizado para os experimento...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net