Dependência de cocaína Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul

Confira os aspectos gerais sobre a cocaína. Entenda sobre os efeitos desencadeados no cérebro. Estude a relação do consumo dessa droga com a incidência da Aids. "A tendência do usuário é aumentar a dose de uso na tentativa de sentir efeitos mais intensos", destaca o autor. Consulte a lista de serviços de apoio, em Santa Cruz do Sul.

Vivian Luciane Dresch
(54) 9989-1619
Rua Moron, n 1432
Passo Fundo, Rio Grande do Sul
 
Christina Schuch Zilberknop Psicoterapia
(53) 3028-0868
r Andrade Neves, 2142 Sl 302, Centro
Pelotas, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Cleusa Maria Cabral Ceolim
(51) 3485-5097
estr Cocao 370, Centro
Viamão, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
HIPNOSE CONDICIONATIVA
(51) 8144-8795
Rua Amadeo Rossi
São Leopoldo, Rio Grande do Sul
 
Via Secreta Assessoria em Desenvolvimento Humano
(54) 3205-1841
av Júlio Castilhos, 2069 s 84
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Marize Ribeiro Pisoni
(51) 3485-1050
r Voluntários da Pátria 283, Tarumã
Viamão, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
CAT-Centro de Atendimento Terapêutico
(51) 9112-7447
Rua Nossa Senhora da Conceição 125/ 215- Centro
Sapucaia do Sul, Rio Grande do Sul
 
Cooperativa de Trabalho Em Psicologia do Vale do Sinos Ltda
(51) 3593-3434
av Nações Unidas, 2390, Sl 801, Rio Branco
Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Psicólogo Jonas F. Machado - psicologia e espiritualidade
(51) 9685-3611
Rua 28 de setembro, 36 sala 610
Santa Cruz do Sul, Rio Grande do Sul
 
Vania Andrade de Oliveira
(54) 3221-4799
r Garibaldi, 789 S 154, Centro
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Dependência de cocaína

Fornecido por: 

(PASTA DE COCA; CRACK; MERLA)



Definição e histórico



A cocaína é uma substância natural, extraída das folhas de uma planta que ocorre exclusivamente na América do Sul: a Erythroxylon coca, conhecida como coca ou epadú, este último nome dado pelos índios brasileiros.

A cocaína pode chegar até o consumidor sob a forma de um sal, o cloridrato de cocaína, o "pó", "farinha", "neve" ou "branquinha" que é solúvel em água e, portanto, serve para ser aspirado ("cafungado") ou dissolvido em água para uso endovenoso ("pelos canos"); ou sob a forma de uma base, o crack que é pouco solúvel em água mas que se volatiliza quando aquecida e, portanto, é fumada em "cachimbos".



Também sob a forma base, a merla (mela, mel ou melado) preparada de forma diferente do crack, também é fumada. Enquanto o crack ganhou popularidade em São Paulo, Brasília foi a cidade vítima da merla. De fato, pesquisa recente mostra que mais de 50% dos usuários de drogas da nossa Capital Federal fazem uso de merla e apenas 2% de crack.



Por apresentar um aspecto de "pedra" no caso do crack e "pasta" no caso da merla, não podendo ser transformado num pó fino, tanto o crack como a merla não podem ser aspirados como é o caso da cocaína pó ("farinha"), e por não serem solúveis em água também não podem ser injetados.

Por outro lado, para passar do estado sólido ao de vapor quando aquecido, o crack necessita de uma temperatura relativamente baixa (95ºC) o mesmo ocorrendo com a merla, ao passo que o "pó" necessita de 195ºC, por esse motivo que o crack e a merla podem ser fumados e o "pó" não.



Há ainda a pasta de coca que é um produto grosseiro, obtido das primeiras fases de separação de cocaína das folhas da planta quando estas são tratadas com álcali, solvente orgânico como querosene ou gasolina e...

Continue sua leitura em Saúde e Movimento


Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net