Crise epilética São Paulo, São Paulo

Entenda as causas da afecção crônica do Sistema nervoso Central. O autor explica sobre as crises epiléticas. Confira também, dados relativos ao tratamento. Além disso, visualize a relação de profissionais da área in São Paulo. Consulte a lista de especialistas da área, em São Paulo.

Fernando Wendel de Magalhaes
Av. Brigadeiro Faria Lima 2413 - 14º Andarcj. 142
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Fabricio Ferreira de Oliveira
(+11) 6469-6021
Avenida Pompéia 1187
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Carlos Alberto da Silva de Jesus
116-2832
Prof. Colombo de Almeida 38
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Marcilio Silva Prôa Junior
(11) 3079-6547
R. Pedroso Alvarenga 1255 - Conjunto 52
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Manoel Jacobsen Teixeira
(11) 3667-2712
Rua Conselheiro Brotero 1539 - 1 And. Cj.11/12
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Paulo Manabu Honda
(11) 5573-1902
Rua Estela 515 (Bloco B cj. 31)
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Eustáquio Martins G. Arouca
113-2621
Maestro Cardim 769 - Bl. 01
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Tadeu Beringhs Martinelli
(11) 6692-1902
Avenida Celso Garcia 2294
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Carlos Augusto Cruz Januário
(11) 6198-2781
do Tatuapé 140
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Luiz Carlos Favaro
(11) 3147-9791
Rua Peixoto Gomide 613 - 9 Andar / Secretaria de Neurologia
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Crise epilética

Fornecido por: 

O que é a Epilepsia?



Epilepsia (palavra de origem grega que quer dizer atacar de surpresa), é uma afecção crônica do Sistema Nervoso Central, na qual o paciente é predisposto a apresentar episódios agudos de descarga excessiva, anormal e transitória de células nervosas (crises epilépticas).



Este quadro pode ou não ser acompanhado de Distúrbios do Comportamento ou Déficit das Funções Cognitivas. Para que se caracterize a epilepsia, o caráter repetitivo das crises é fundamental, ou seja, uma crise isolada não constitiu elemento para defini-la.




A Crise Epiléptica



É a manifestação clínica causada por uma descarga transitória, excessiva e anormal de células nervosas. Pode ser comparada a uma tempestade elétrica, ocorrendo num grupo de neurônios.



As descargas podem variar de local, extensão e severidade, o que leva a uma ampla diversidade de formas clínicas.



Os sinais e sintomas de uma crise epiléptica (distúrbios da consciência, dos movimentos ou da sensibilidade) refletem, portanto, a ativação da parte do cérebro afetada por esta atividade excessiva. Pode ser afetada apenas uma parte do cérebro (crise parcial ou focal) ou toda extensão dos dois hemisférios cerebrais (crise generalizada).



É importante lembrar que o termo disritmia, aplicado nesta área, não tem fundamento científico.



Quem sofre com a Epilepsia



A grande variação nos dados obtidos sobre a epidemiologia da epilepsia deve-se à dificuldade de diagnóstico e ao preconceito que faz com que pacientes e familiares omitam o problema. A prevalência de epilepsia é estimada em 1 a 2% da população geral.



Considerando-se uma população de 150 milhões de habitantes para o Brasil, teríamos então, aproximadamente 1,5 milhão a 3 milhões de pacientes epilépticos. Pode-se, portanto, concluir, que a epilepsia se constitui em um importante problema de saúde pública...


Continue sua leitura em Saúde e Movimento



Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net