Transtorno de Ansiedade Social João Pessoa, Paraíba

Pesquisadores descrevem as implicações do Transtorno de Ansiedade Social - TAS. "Esse transtorno é caracterizado pelo medo de ser ridicularizado ou humilhado quando confrontado com situações sociais, como falar em público, por exemplo", define Rosemeire Ta Consulte a lista de especialistas da área, em João Pessoa.

Artur Bernardes Carvalho de Oliveira
(83) 3241-1267
Av Tabajaras 981
Joao Pessoa, Paraíba
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Josenilton Carlos Henriques
Avenida Almirante Barroso 528
Joao Pessoa, Paraíba
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Alexandre Barros Goncalves da Silva
833-2415
R Clarice Justa 50
Joao Pessoa, Paraíba
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Ana Moema Pereira da Nobrega
(83) 3221-2723
R Santo Elias 164
Joao Pessoa, Paraíba
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Ronaldo Bezerra de Queiroz
833-2253
Av Rui Carneiro 300 - Sl 405Edf. Trade Office Center
Joao Pessoa, Paraíba
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Maria do Desterro Leiros da Costa
(83) 3225-6592
R Deputado Geraldo Mariz 331
Joao Pessoa, Paraíba
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Claudio Emmanuel Goncalves da Silva
833-2415
R Clarice Justa 50
Joao Pessoa, Paraíba
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Roosevelt de Carvalho Vanderley
(83) 226-1597
Av. Epitacio Pessoa 3611
Joao Pessoa, Paraíba
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Paulo Virgolino da Nobrega
(83) 3221-2723
R Santo Elias 164
Joao Pessoa, Paraíba
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Jefferson de Carvalho Martins
(83) 3244-0505
Av Presidente Epitacio Pessoa 1251 - Sl 803Edf Empresarial Epitacio Pessoa
Joao Pessoa, Paraíba
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Transtorno de Ansiedade Social

Fornecido por: 

Estudo mostra efeito do Transtorno de Ansiedade Social.

Pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP mostra que uma auto-avaliação negativa sobre a realização ou não de uma tarefa pode determinar prejuízos nos relacionamentos sociais, levando a um Transtorno de Ansiedade Social (TAS) e doenças relacionadas, causadas pela depressão. O estudo da médica Maria Cecília de Freitas Ferrari também revela que quanto maior o volume da amígdala, estrutura cerebral responsável pela mediação das emoções, maiores são os sintomas da ansiedade social.

O Transtorno de Ansiedade Social (TAS) é caracterizado pelo medo de ser ridicularizado ou humilhado quando confrontado com situações sociais, como falar em público, por exemplo. “É comum confundir ansiedade social com timidez”, conta a pesquisadora. "Estudos já revelaram que o número de ansiosos sociais varia entre 5% e 13% da população mundial". Maria Cecília fez testes cognitivos e fisiológicos em 67 estudantes universitários com 18 a 30 anos, de ambos os sexos, divididos em três grupos: o primeiro com diagnóstico de TAS, o segundo com sintomas do Transtorno, mas sem prejuízos (diagnóstico sub-clínico), e o terceiro de pessoas saudáveis.

Os participantes foram submetidos a um teste de simulação de falar em público, diante de uma câmera de vídeo, que serviu para a realização de medidas cognitivas. Foram adotadas três escalas. A Visual Analogue Mood Scale (VAMS) avalia estados de ansiedade, por meio de 16 pares de adjetivos com sentidos opostos. A Self Statement of Public Speaking (SSPS-S) faz a avaliação da ansiedade envolvida na situação de falar em público. Por fim, foi aplicada a Bodily Symptoms Scale (BSS), que mede os sintomas somáticos, como sensação de calor, presença de sudorese e vontade de ir ao banheiro.

Auto-avaliação

Ao iniciar os testes e revelar a tarefa aos participantes, a pesquisadora diz que tanto aqueles com diagnóstico de TAS como os com diagnóstico sub-clínico apresentaram o mesmo nível de ansiedade e maior prejuízo cognitivo que o grupo-controle. A diferença apareceu na escala que mediu a SSPS-N, a auto-avaliação negativa na ansiedade envolvida na situação de falar em público. “As pessoas com diagnóstico sub-clínico foram muito melhores que aquelas que apresentaram diagnóstico de TAS, os chamados fóbicos sociais”, revela Maria Cecília.

Segundo a médica, o fóbico se vê muito pior que o ...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net