Transtorno de Ansiedade Social Manaus, Amazonas

Pesquisadores descrevem as implicações do Transtorno de Ansiedade Social - TAS. "Esse transtorno é caracterizado pelo medo de ser ridicularizado ou humilhado quando confrontado com situações sociais, como falar em público, por exemplo", define Rosemeire Ta Consulte a lista de especialistas da área, em Manaus.

Jose Francisco Queiroz de Melo
(92) 3248-2843
Av. Autaz Mirim 100
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Joao Queiroz de Melo
923-6565
Av. Darcy Vargas Nº 215 - Bl B (Conj Tocantins)
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Jefferson Augusto Travessa Ribeiro
(92) 3233-9797
Rua Rio Javari 12 - Cj Vieiralves
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Erika C V Costa
(92) 3659-3888
Av Djalma Batista 1661 - Sl 1503 Ed Medical Tower (Millenium Center)
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Erika C V Costa
(92) 3659-3888
Av Djalma Batista 1661 - Sl 1503 Ed Medical Tower (Millenium Center)
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Teresinha de Jesus Santana Ribeiro
(92) 3233-9797
Rio Javari 12 - Cj Vieiralves
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Simao Goncalves Maduro
(92) 3238-3868
Av. Constantino Nery 2789 - Ed. Empire Center Sala 1204
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Carlos Mauricio Oliveira de Almeida
(92) 3642-4955
CLÍNICA NEUROLÓGICA-INSTITUTO DE NEURODIAGNÓSTICO DO AMAZONAS
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Teresinha de Jesus Santana Ribeiro
(92) 3233-9797
Rio Javari 12 - Cj Vieiralves
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurologia

Dados Divulgados por
Jefferson Augusto Travessa Ribeiro
(92) 3233-9797
Rua Rio Javari 12 - Cj Vieiralves
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurocirurgia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Transtorno de Ansiedade Social

Fornecido por: 

Estudo mostra efeito do Transtorno de Ansiedade Social.

Pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP mostra que uma auto-avaliação negativa sobre a realização ou não de uma tarefa pode determinar prejuízos nos relacionamentos sociais, levando a um Transtorno de Ansiedade Social (TAS) e doenças relacionadas, causadas pela depressão. O estudo da médica Maria Cecília de Freitas Ferrari também revela que quanto maior o volume da amígdala, estrutura cerebral responsável pela mediação das emoções, maiores são os sintomas da ansiedade social.

O Transtorno de Ansiedade Social (TAS) é caracterizado pelo medo de ser ridicularizado ou humilhado quando confrontado com situações sociais, como falar em público, por exemplo. “É comum confundir ansiedade social com timidez”, conta a pesquisadora. "Estudos já revelaram que o número de ansiosos sociais varia entre 5% e 13% da população mundial". Maria Cecília fez testes cognitivos e fisiológicos em 67 estudantes universitários com 18 a 30 anos, de ambos os sexos, divididos em três grupos: o primeiro com diagnóstico de TAS, o segundo com sintomas do Transtorno, mas sem prejuízos (diagnóstico sub-clínico), e o terceiro de pessoas saudáveis.

Os participantes foram submetidos a um teste de simulação de falar em público, diante de uma câmera de vídeo, que serviu para a realização de medidas cognitivas. Foram adotadas três escalas. A Visual Analogue Mood Scale (VAMS) avalia estados de ansiedade, por meio de 16 pares de adjetivos com sentidos opostos. A Self Statement of Public Speaking (SSPS-S) faz a avaliação da ansiedade envolvida na situação de falar em público. Por fim, foi aplicada a Bodily Symptoms Scale (BSS), que mede os sintomas somáticos, como sensação de calor, presença de sudorese e vontade de ir ao banheiro.

Auto-avaliação

Ao iniciar os testes e revelar a tarefa aos participantes, a pesquisadora diz que tanto aqueles com diagnóstico de TAS como os com diagnóstico sub-clínico apresentaram o mesmo nível de ansiedade e maior prejuízo cognitivo que o grupo-controle. A diferença apareceu na escala que mediu a SSPS-N, a auto-avaliação negativa na ansiedade envolvida na situação de falar em público. “As pessoas com diagnóstico sub-clínico foram muito melhores que aquelas que apresentaram diagnóstico de TAS, os chamados fóbicos sociais”, revela Maria Cecília.

Segundo a médica, o fóbico se vê muito pior que o ...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net