Fabricante de Aparelhos Ortopédicos e Odontológicos Caxias do Sul, Rio Grande do Sul

Encontre Fabricante de Aparelhos Ortopédicos e Odontológicos em Caxias do Sul. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Marcia Lima de Castro
(54) 3223-7623
Pinheiro Machado 2321 - 54
Caxias Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Jose Luiz Bertolucci
(54) 3221-5177
Av Julio de Castilhos 2101 - Sala 22 e 23
Caxias Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Luciana do Amaral Leonardelli
542-2296
R General Arcy da Rochaobrega 401 - Sl. 307
Caxias Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Luiz Cesar Festugato
(54) 221-5520
R Vinte de Setembro 2430 - Sl. 23
Caxias Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Leandro Cagliari
(54) 223-1287
R Borges de Medeiros 667 - Sl. 33
Caxias Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Maristela Pacheco de Oliveira
543-2233
R Vinte de Setembro 2430 - Sl. 53
Caxias Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Raul Rego Lau
(51) 371-4481
Rua Fialho de Vargas 204
Lajeado, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Milton Casanovas Machado
(54) 3221-1570
Rua Garibaldi 789 - 74/7° Andar
Caxias Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Paulo Alberto Franzoi
(54) 226-1496
Av Rio Branco 1095
Caxias Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Maria Cristina Serafini
(54) 3221-2776
Rua Feijo Junior 909 - Sala 101
Caxias Do Sul, Rio Grande do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Fabricante de Aparelhos Ortopédicos e Odontológicos

Fornecido por: 

Em razão das suas propriedades, as ligas de titânio estão entre os materiais mais utilizados para a produção de próteses empregadas em implantes ortopédicos e odontológicos. Ocorre, porém, que esse material é totalmente importado, o que o torna caro e, consequentemente, inacessível a uma ampla camada da população brasileira. Pesquisadores da Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM) da Unicamp estão trabalhando para tentar acabar com esse tipo de dependência tecnológica. Há 15 anos, eles vêm desenvolvendo estudos variados em torno do metal. Os resultados alcançados, sobretudo nos últimos cinco anos, são altamente promissores. “Nós já fabricamos dez ligas diferentes, sendo que algumas delas apresentaram características equivalentes ou até superiores aos melhores resultados presentes na literatura”, afirma o professor Rubens Caram, coordenador do projeto.

Mais do que produzir ligas, os especialistas da FEM estão interessados em desenvolver tecnologias que levem ao processamento do titânio. O objetivo final é transferir o conhecimento à iniciativa privada, que se encarregaria de produzir o material em escala comercial. A consequência do esforço seria a queda do preço das próteses, situação que traria impactos sociais positivos ao país. As ligas fabricadas em escala laboratorial, explica o professor Caram, são compostas por titânio em associação com elementos como molibdênio, tântalo, zircônio, estanho e nióbio. Este último tem como maior produtor mundial o Brasil.

As variadas misturas desses elementos, prossegue o docente da FEM, são submetidas a processos como laminação ou forjamento e, em seguida, tratadas termicamente em equipamentos que alcançam altas temperaturas. “Com isso, podemos obter materiais com propriedades mecânicas otimizadas”, diz. Uma das metas das pesquisas está justamente em compreender melhor os aspectos ligados à estrutura interna das ligas metálicas, bem como os fenômenos que ocorrem quando os materiais são submetidos a resfriamentos rápidos a partir de altas temperaturas. Após a preparação e processamento das amostras, os pesquisadores tratam de caracterizá-las e submetê-las a ensaios metalográficos, mecânicos e químicos.

Tais procedimentos, conforme o professor Caram, são indispensáveis quando se pretende chegar a uma liga que apresente as seguintes propriedades: biocompatibilidade, alta resistência mecânica e baixo módulo...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net