Fisioterapia Fortaleza, Ceará

Encontre fisioterapeutas em Fortaleza. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Antonio Jarbas M Angelim
3226-1616
R Vinte e Quatro de Maio 876
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Alzira Guerra Saldanha
3264-2111
R Padre Valdevino 2160
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Alvaro Braga C de Oliveira
3246-1032
Av Barao de Studart 2173
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Maria do Socorro Silveira Magalhaes
Rua Pe Luis Figueira 550
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Dalgimar Beserra de Menezes
3231-9075
R Joao Cordeiro 1656
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Deborah Nunes de Melo Braga
3088-2440
R Nunes Valente 2105
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Ana Maria Medeiros L Melo
3261-9317
Av Santos Dumont 2626
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Estefania Mota Araripe Pereira
3223-8823
R Gilberto Camara 835
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Marilia Pereira Nogueira
3246-6477
R Coronel Alves Teixeira 1355
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Gentil Claudino de Galiza Neto
3224-9129
R Silva Paulet 907
Fortaleza, Ceará
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Fisioterapia

Fornecido por: 

O Grupo de Pesquisa em Ergonomia do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, com o apoio da Pós-Graduação em Enfermagem, no próprio departamento, a palestra “Utilizando métodos audiovisuais em pesquisas sobre prevenção de lesões em saúde”. O convidado foi o fisioterapeuta e pós-doutorando em Enfermagem da Universidade de Alberta, Canadá, Edgar Ramos Vieira.

De acordo com Vieira, metalúrgicos e enfermeiros são as duas categorias profissionais que correm mais risco de desenvolver lombalgia. Os fatores podem ser genéticos, morfológicos, psicossociais ou biomecânicos, dos quais a postura, a força, a amplitude de movimentos e as repetições são os grandes vilões. O uso da fotometria e do vídeo narrativo são fortes aliados na redução dos riscos de lesões crônicas e agudas que representam a maioria dos afastamentos desses profissionais. “O trabalho deve ser adaptado ao trabalhador e não o contrário”, comentou Vieira.

Pela fotometria, pode-se avaliar a lordose ou a cifose dos enfermeiros ao transportar pacientes bariátricos ou de UTI. O vídeo narrativo mostra, quadro a quadro, o esforço e a repetição de ações que podem lesionar as fibras musculares. O vídeo narrativo também pode ser usado como método participativo, no qual os funcionários sugerem ações para a prevenção de lesões por esforços repetitivos (LER) e distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT). “Existem expectativas falsas quando se usa o termo prevenção para essas doenças. Na verdade, o que ocorre é a redução de risco, pois não é somente o peso que deve ser levado em consideração”, disse Vieira.

Para o especialista, o barulho, a iluminação, a ergonomia de mesas e cadeiras, o reconhecimento, a satisfação e outros fatores também devem analisados. A luz de uma janela refletida no monitor do computador pode levar o trabalhador a adotar uma postura inadequada,...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net