Laboratório de Análises de DNA Campo Largo, Paraná

Encontre laboratório de análises de DNA em Campo Largo. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Grau Clinicenter Pinheirinho
413-0168
R Amintas de Barros 990
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Lucas Darci Segatti
(41) 9228-9178
Av. Iguacu 820
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Ivan Jose Paredes Bartolomei
(41) 3077-4792
Rua da Paz 195 - Sala 1B
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Hospital Oswaldo Cruz
(41) 3281-1000
r Ubaldino Amaral, 545 Alto da Glória
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Hospital Geral de Curitiba
(41) 3281-7500
pça Mal Alberto F Abreu, s/n Batel
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Aracy de Cassia Pucu Costa Pinheiro
(41) 3013-4976
Av Republica Argentina 452 - Sala 1002/1003
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
José Marcos
(41) 3345-4477
Rua Guararapes 2208 - Casa
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Aramis Renato Budal Guimaraes
(95) 3132-2245
R Martin Afonso 705
Curitiba, Paraná
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Hospital Paranaense de Otorrinolaringologia
(41) 3314-1500
av República Argentina, 2069 Água Verde
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Hospital Cruz Vermelha
(41) 3016-6622
av Vicente Machado, 1310 Batel
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Laboratório de Análises de DNA

Fornecido por: 

Muitos homens podem estar criando filhos de outros homens, sem saberem disso, de acordo com pesquisadores da Universidade John Moores, de Liverpool, na Inglaterra, que estudaram a "Discrepância Paterna".

Os cientistas revisaram mais de 50 anos de produção científica deste tema e constataram que as afirmações variavam muito. Os estudos estadunidenses e europeus, dizem que quando um homem suspeita não ser pai de seu filho, ele está certo em 30% dos casos.

Entretanto, quando o pai não desconfiava e o teste de DNA foi feito, as taxas eram consideravelmente menores, cerca de menos de 4% dos filhos eram de outros pais.

Todavia, essas estatísticas devem crescer muito, com a popularização dos exames de DNA. É bom lembrar, que nem sempre esses casos de discrepância paterna, são provenientes da infidelidade. Eles podem acontecer em uma troca de parceiros sem traição ou na pior das hipóteses, um erro na inseminação artificial. Por isso, será preciso aumentar os serviços de apoio psicológico às famílias afetadas.

Texto: Cassiano Sampaio
Fonte: Redação Saúde em Movimento com informações do Journal of Epidemiology and Community Health.

Data da Publicação: 11/08/2005

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net