Câncer de fígado Caxias do Sul, Rio Grande do Sul

Conheça as manifestações clínicas do câncer de fígado. Saiba sobre o diagnóstico e as formas de tratamento da doença. Entenda também, os detalhes sobre a sua epidemiologia. "Os sinais e sintomas dos pacientes com o carcinoma hepatocelular são dor abdominal Consulte a lista de especialistas da área, em Caxias do Sul.

Gessie Anne Lopes
(51) 3023-8888
Rua Marechal Floriano Peixoto 450
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Marcelo Warlet Machado
(51) 3328-2035
Av Carlos Gomes 403 - Sl. 905
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Josayres Armindo Buss Cecconi
(53) 3227-3837
Rua Marechal Deodoro 1457 - Casa
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Antonio Fabiano Ferreira Filho
(51) 3346-4102
Rua Mostardeiro 291 - Sala 408
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Rodrigo Ughini Villarroel
(54) 3311-2578
R Uruguai 2001 - Blb 8 Andar
Passo Fundo, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Ricardo Preger
(51) 3328-2035
Av Carlos Gomes 403 - Sl. 905
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Lieverson Augusto Guerra
(54) 3311-7210
Teixeira Soares 777 - 408
Passo Fundo, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Luciano Niemeyer Gomes
(53) 3025-6305
R Santos Dumont 172 - Sala:602
Pelotas, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Daniela Lessa da Silva
(51) 3525-0197
Doutor Mauricio Cardoso 833 - Subsolo 1 Sala 12
Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Maria Clara Valadao
(55) 3222-3033
Pinheiro Machado 2350 - Terreo Bloco 2
Santa Maria, Rio Grande do Sul
Especialidade
Cancerologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Câncer de fígado

Fornecido por: 

O Câncer Primário do Fígado no Brasil não consta entre os dez mais incidentes, segundo dados obtidos dos Registros de Base Populacional existentes. Sua taxa de incidência padronizada por 100.000 habitantes varia de 1,07 em Belém, em 1988, a 9,34, em Porto Alegre, em 1991 em homens; em mulheres de 0,28, em Belém, em 1988, a 7,04 em Goiânia em 1990. Porém, o câncer de fígado e vias biliares ocupa a oitava posição em mortalidade no ano de 1998, sendo responsável por 4.323 óbitos.




O sudeste da Ásia, Japão e África do Sul apresentam uma incidência particularmente alta de carcinoma hepatocelular, enquanto que nos Estados Unidos, Grã Bretanha e região norte da Europa é raro encontrar este tipo histológico de tumor, observando-se taxas inferiores a 1 por cada 100.000 habitantes.



O carcinoma hepatocelular (fig.1, fig.2, fig.3) ocorre em uma frequência três vezes maior, em homens do que em mulheres. A faixa etária, com maior predomínio nos Estados Unidos e Europa, está localizada entre a 6ª e 7ª década, enquanto que, nas áreas de grande incidência, o tumor ocorre em pacientes mais jovens, entre a 3ª e 5ª década. O carcinoma hepatocelular representa a quase total maioria dos tumores primários do fígado, sendo responsável pela ocorrência de 80%. Nas crianças, o tumor primário mais comum é o hepatoblastoma...


Continue sua leitura em Saúde e Movimento


Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net