Médico Oncologista Barra Mansa, Rio de Janeiro

Encontre médico oncologista em Barra Mansa. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Patrícia Ferreira Dalboni
(24) 3348-8888
Rua Quarenta 20 (sala 508)
Volta Redonda, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina Estetica

Dados Divulgados por
Paulo Marcos Nunes Valiante
(21) 2234-1003
Rua Sergipe 14 - 2º Andar
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Juliano Victor Albuquerque Luna
(21) 2295-3449
Av Venceslau Bras 71 - Fundos
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Eduardo de Mendonca e Silva
2254-5194
R. Gal. Roca 685 - 601
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Heleine Laudelina de Almeida
24871615
Av. das Américas 16355 (cob.02) Recreio
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina Estetica

Dados Divulgados por
Jacob Sessim Analises Medicas
(21) 2667-8065
Rua Heraldo Sales de Abreu 40
Nova Iguacu, Rio de Janeiro
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Clarisse de Oliveira Waldstein de Moura
(21) 2622-2563
R Mem de Sa 19 - Sl. 1005
Niteroi, Rio de Janeiro
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Paulo Soares de Azevedo
(21) 2205-7223
Rua Barão do Flamengo 21 - 701
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
José Manoel Alves de Oliveira
(21) 2556-8096
Rua do Catete 90 - Sala 404
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Miriam Botelho de Mattos
226-5164
R. do Catete 311 - 302
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Médico Oncologista

Fornecido por: 

O câncer de mama é o responsável dentre os cânceres pelo maior número de óbitos em mulheres. Seu impacto é enorme tanto com relação a seu grau de letalidade como em relação as alterações da sexualidade, auto-imagem e auto-estima, bem como gastos impotantes relativos ao tratamento e perda da produtividade destas mulheres.
Embora sejam raros os casos abaixo de trinta e cinco anos, após essa faixa, o aparecimento de novos casos aumenta progressivamente, tanto em países desenvolvidos quanto nos países em desenvolvimento.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), entre as décadas de 60 e 70 houve um aumento de 10 vezes nas taxas de incidência da doença, sob influência de diversos fatores, sobretudo o aparecimento de melhores sensos e notificações, mas também os diversos hábitos contemporâneos.

Segundo a Sociedade Americana de Cancerologia, uma em cada dez mulheres tem probabilidade de vir a desenvolver um câncer de mama. Os números brasileiros para o início de 1999 foram, segundo o Instituto Nacional do Câncer, do Ministério da Saúde, da ordem de 32.695 novos casos, podendo ter chegado a 34.000, com um índice de mortalidade em torno de 8.000 óbitos. A grande maioria dos casos (50 a 60%), lamentavelmente é diagnosticada em estados adiantados da doença (estados III e IV), quando a possibilidade e a esperança de um tratamento curativo está esvaziada.

Embora alguns fatores de risco tenham sido já identificados, como história familiar, uso frequente (constante) de álcool, menopausa e gravidez tardia, ainda é a detecção precoce do câncer o melhor fator para impedir o quadro evolutivo desta doença.

Os três meios mais importantes de detecção são a mamografia, recomendada com variações de tempo, dependendo da idade; o exame clínico por profissional de saúde, insubstituível em seu poder de avaliação e o auto-exame da mama, que pode ser feito em casa, mensalmente, e mostrou ser eficaz na detecção de tumores menores e com menos afecção de gânglios circunvizinhos.

Em mulheres que praticam o auto-exame de mama, demonstrou-se que o tempo de sobrevida em cinco anos foi 18% maior no grupo que pratica corretamente o auto-exame.

Após o diagnóstico, começa a difícil fase do tratamento, onde embora estejam depositadas as possibilidades de cura e de uma qualidade de vida melhor e mais digna, a mulher encontra dúvidas, ansiedades, medos, e o desconforto muitas vezes presen...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net