Médicos- Urologia Mogi das Cruzes, São Paulo

Encontre médicos - urologia em Mogi das Cruzes. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Lycurgo Tostes de Andrade
(43) 3323-9784
Duque de Caxias 1980 - 204
Londrina, Paraná
Especialidade
Medicina Legal

Dados Divulgados por
Matheus Stucchi Salles
(16) 342-1693
R Fagundes Varela 314 - Vila Seixas
Ribeirao Preto, São Paulo
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Altino Luiz Silva Therezo
(14) 422-2555
Rua Arco Verde 87
Marilia, São Paulo
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Paulo Góes Ribeiro
(15) 3217-4973
Rodovia Raposo Tavares 7520 - C13
Sorocaba, São Paulo
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Jose Ribeiro de Menezes Netto
Rua Barao de Itapura 1518
Campinas, São Paulo
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Ana Claudia Montezino
(11) 3285-2685
R. Carlos Sampaio 304 cj.112
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Fabiola Guimaraes Porto
(12) 3021-5491
Rua Itatiba 261
Sao Jose Dos Campos, São Paulo
Especialidade
Medicina Preventiva e Social

Dados Divulgados por
Fred Ellinger
(14) 423-3830
Av Brigadeiro Eduardo Gomes 597
Marilia, São Paulo
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Paulo Roberto Aben Athar Veiros
(11) 4025-0386
Rua Convenção 550 - Subsolo
Itu, São Paulo
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Gilberto Rodrigues dos Santos Filhos
Rua Tres 187
Rio Claro, São Paulo
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Médicos- Urologia

Fornecido por: 

Insuficiência renal aguda é caracterizada por uma rápida diminuição da filtração glomerular e, em conseqüência, clearance reduzido dos produtos do metabolismo e outras substâncias. Geralmente é acompanhada por oligúria ou anúria, algumas vezes por poliúria, com progressiva elevação da uréia sanguínea e creatinina sérica, distúrbios eletrolíticos e acidose metabólica.


CAUSAS TÓXICAS

  • Aminoglicosídios (es. gentamicina, kanamicina)
  • Tetracloreto de carbono
  • Polimixina
  • Etilenoglicol
  • Metais pesados
  • Mioglobina e hemoglobina


CAUSAS NÃO TÓXICAS

Podem ser classificadas pela origem: pré-renal, renal e pós-renal.

As causas principais são:

  • Necrose tubular aguda
  • Glomerulonefrite aguda
  • Obstrução de artéria renal
  • Nefrite intersticial aguda
  • Uropatia obstrutiva


MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS

O principal sinal é oligúria ou anúria, ocorrendo por várias horas ou alguns dias. Entretanto, às vezes a insuficiência renal ocorre sem que seja observado oligúria, com excreção normal ou aumentada de água e eletrólitos.

Outros sinais e sintomas da insuficiência renal aguda incluem:

  • fraqueza
  • apatia
  • perda de apetite
  • náusea
  • vômitos
  • acidose metabólica progressiva
  • respiração freqüente e profunda (Kussmaul)
  • edema pulmonar
  • edema periférico
  • ascite
  • coma

Arritmias cardíacas e fraqueza muscular extrema podem ser resultantes de distúrbios metabólicos (hipercalemia, hipercalcemia).


DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL

  • Retenção urinária aguda
  • Uremia pré-renal (desidratação, hipotensão)


INVESTIGAÇÕES RELEVANTES

Bioquimicamente, a insuficiência renal aguda é caracterizada pela elevação da concentração da uréia sanguínea e pelo aumento da concentração da creatinina sérica. Potássio sérico geralmente atinge uma concentração acima de 6.5 mmol/L.

Gasometria arterial indica acidose metabólica.

O ECG pode ser útil para avaliar a hipercalemia.


TRATAMENTO

  • Monitorização clínica cuidadosa, de preferência em uma unidade especializada.
  • Controle do balanço hidroeletrolítrico, especialmente hipercalemia e hiponatremia.
  • Corrigir fatores contribuintes, como hipovolemia e hipertensão.
  • Interromper a exposição ao agente(s) desencadeantes.
  • Monitorização cuidadosa das doses de drogas potencialmente nefrotóxicas, se forem absolutamente necessárias.
  • Administrar furosemida endovenosa.
  • Iniciar dopamina em infusão endovenosa contínua.
  • Controlar oferta hídrica.
  • Controlar oferta calórica.

Hemodiálise ou diálise peritoneal deve ser instituída com urgência nas seguintes situações :

a. Hipercalemia com arritmias cardíacas
b. Hiper-hidratação em paciente anúrico
c. Acidose metabólica refratária.


EVOLUÇÃO CLÍNICA E MONITORIZAÇÃO

Monitorizar balanço hidroel...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net