Personal Trainer para Hipertensos Pelotas, Rio Grande do Sul

Encontre personal trainer para hipertensos em Pelotas. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

ESPAÇO MODERNO ESTÉTICA
3037 -6900
RUA FLORES DA CUNHA 179/ 101 CENTRO
SÂO LEOPOLDO, Rio Grande do Sul
 
Academia Energy
(51) 3246-9197
r Eng Jorge Porto, 644 s 103, Ipanema
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Nutricionista Esportiva e Clínica Sabrina Ribes Zibetti
(53) 9129-9480
Rua Voluntários da Pátria, 981 sala 313A
Pelotas, Rio Grande do Sul
 
Academia de Ginástica Agagi
(51) 3386-9978
av Mãe Apolinária M Batista, 187, Protásio Alves
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia Andança
(51) 3249-0077
r Dr Campos Velho, 1783, Cristal
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Consultório de Fisioterapia e Pilates
(54) 3021-6668
R. Borges de Medeiros 667 sala 43 Bairro Centro
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
 
Academia Cristal Fitness Center
(51) 3266-9781
av Wenceslau Escobar, 1286, Cristal
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Atlas de Porto Alegre
(51) 3223-5555
av Princesa Isabel, 639, Azenha
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Madhuban Centro de Terapias
5130374070 81257751
Amadeu Rossi 319
Sao Leopoldo, Rio Grande do Sul
 
Academia Fitness Hall
(51) 3331-1333
r Silva Jardim, 278, Auxiliadora
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Personal Trainer para Hipertensos

Fornecido por: 

A Hipertensão é uma condição na qual a tensão arterial encontra-se cronicamente elevada, acima dos níveis considerados desejáveis ou saudáveis para a idade e a superfície corporal do indivíduo (Pollock, 1993:06).

Na maioria dos casos, a hipertensão pode ser resultante de fatores genéticos, de uma dieta com altos teores de sódio, obesidade, da inatividade física, estresse, de uma combinação destes fatores, e outros (Pollock, 1993:13).

TABELAS DE CLASSIFICAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL

Os indivíduos com uma PA sistólica superior a 160 mmHg ou de uma PA diastólica acima dos 100 mmHg precisam ser encaminhados a um médico antes de serem testados ou de iniciarem em um programa de treinamento.

Efeitos da atividade física em Hipertensos:

A atividade física altera a pressão sangüínea, mas, esta alteração depende da pressão arterial do indivíduo, ou seja, em indivíduos com PA normal, pouco alteração ocorre com o treinamento, mas, provocam redução significativas em indivíduos hipertensos leves e moderados (Fagard & Tipton, 1994; citado por Guedes, 1995). Os exercícios aeróbios moderados e de longa duração são os mais eficientes na diminuição ou na regularização da PA, principalmente quando associados à redução do peso corporal e da ingesta de sal (Sannerstedt, 1987; citado por Guedes, 1995).

O American College of Sports Medicine (ACSM) e outros revisores concluíram que as pessoas com hipertensão discreta podem esperar uma queda média das pressões arteriais sistólica e diastólica de 8 a 10 mmHg e 6 a 10 mmHg, respectivamente, em resposta ao exercício aeróbio regular.

Indivíduos hipertensos submetidos a exercícios físicos tendem a reduzir a concentração circulante de catecolaminas, o que, somado à diminuição do tônus simpático, provoca diminuição do débito cardíaco e na resistência vascular periférica, resultando em menor pressão arterial em repouso (Fagard & Tipton,1994).

Os programas de exercícios devem ser de predominância aeróbia, como caminhadas, corridas leves, cicloergômetros, ciclismo, natação, etc…

A freqüência das atividades não deve ser inferior a 4 vezes por semana, com a duração inicial de 30 minutos aumentando gradativamente a 1 hora e a intensidade entre 40 a 65 % da Fc máx.

Pressão arterial e exercício:

Exercício com resistência estática dinâmica comprimem o sistema arterial periférico e acarretam aumentos agudos e dramáticos na resistência ao fluxo sangüíneo.

Exercícios crônicos do treinamento de resistência podem causar maior elevação na pressão arterial, e comparada com o movimento dinâmico de menor intensidade, porém não parece que essa forma de treinamento seja capaz de causar qualquer aumento a longo prazo na pressão arterial de repouso.

Exercício em ritmo estável na atividade muscular rítmica tipo trote, natação e ciclismo, provoca a dilatação dos vasos sangüíneos nos músc...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net