Personal Trainer para Hipertensos São Leopoldo, Rio Grande do Sul

Encontre personal trainer para hipertensos em São Leopoldo. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Academia Andança
(51) 3249-0077
r Dr Campos Velho, 1783, Cristal
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia Fitness Hall
(51) 3331-1333
r Silva Jardim, 278, Auxiliadora
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia de Yoga
(51) 3330-7748
av Protásio Alves, 274 Cj 203, Rio Branco
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Atlas de Porto Alegre
(51) 3223-5555
av Princesa Isabel, 639, Azenha
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia Cristal Fitness Center
(51) 3266-9781
av Wenceslau Escobar, 1286, Cristal
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia de Ginástica Agagi
(51) 3386-9978
av Mãe Apolinária M Batista, 187, Protásio Alves
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia Espaço Fitness
(51) 3344-5728
av Bp João Scalabrini, 380 lj 7, Itu Sabará
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia de Muay-thai e Thai Boxing
(51) 3261-3389
r Alameda Q, 288, Restinga Nova
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
academia Dojinmon de Karatê
(51) 3337-9936
r Portugal, 733 lj 1, São João
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Academia Energy
(51) 3246-9197
r Eng Jorge Porto, 644 s 103, Ipanema
Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Personal Trainer para Hipertensos

Fornecido por: 

A Hipertensão é uma condição na qual a tensão arterial encontra-se cronicamente elevada, acima dos níveis considerados desejáveis ou saudáveis para a idade e a superfície corporal do indivíduo (Pollock, 1993:06).

Na maioria dos casos, a hipertensão pode ser resultante de fatores genéticos, de uma dieta com altos teores de sódio, obesidade, da inatividade física, estresse, de uma combinação destes fatores, e outros (Pollock, 1993:13).

TABELAS DE CLASSIFICAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL

Os indivíduos com uma PA sistólica superior a 160 mmHg ou de uma PA diastólica acima dos 100 mmHg precisam ser encaminhados a um médico antes de serem testados ou de iniciarem em um programa de treinamento.

Efeitos da atividade física em Hipertensos:

A atividade física altera a pressão sangüínea, mas, esta alteração depende da pressão arterial do indivíduo, ou seja, em indivíduos com PA normal, pouco alteração ocorre com o treinamento, mas, provocam redução significativas em indivíduos hipertensos leves e moderados (Fagard & Tipton, 1994; citado por Guedes, 1995). Os exercícios aeróbios moderados e de longa duração são os mais eficientes na diminuição ou na regularização da PA, principalmente quando associados à redução do peso corporal e da ingesta de sal (Sannerstedt, 1987; citado por Guedes, 1995).

O American College of Sports Medicine (ACSM) e outros revisores concluíram que as pessoas com hipertensão discreta podem esperar uma queda média das pressões arteriais sistólica e diastólica de 8 a 10 mmHg e 6 a 10 mmHg, respectivamente, em resposta ao exercício aeróbio regular.

Indivíduos hipertensos submetidos a exercícios físicos tendem a reduzir a concentração circulante de catecolaminas, o que, somado à diminuição do tônus simpático, provoca diminuição do débito cardíaco e na resistência vascular periférica, resultando em menor pressão arterial em repouso (Fagard & Tipton,1994).

Os programas de exercícios devem ser de predominância aeróbia, como caminhadas, corridas leves, cicloergômetros, ciclismo, natação, etc…

A freqüência das atividades não deve ser inferior a 4 vezes por semana, com a duração inicial de 30 minutos aumentando gradativamente a 1 hora e a intensidade entre 40 a 65 % da Fc máx.

Pressão arterial e exercício:

Exercício com resistência estática dinâmica comprimem o sistema arterial periférico e acarretam aumentos agudos e dramáticos na resistência ao fluxo sangüíneo.

Exercícios crônicos do treinamento de resistência podem causar maior elevação na pressão arterial, e comparada com o movimento dinâmico de menor intensidade, porém não parece que essa forma de treinamento seja capaz de causar qualquer aumento a longo prazo na pressão arterial de repouso.

Exercício em ritmo estável na atividade muscular rítmica tipo trote, natação e ciclismo, provoca a dilatação dos vasos sangüíneos nos músc...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net