Câncer de colo do útero Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Compreenda a importância do exame preventivo de cólo do útero. O autor descreve os fatores de risco de desenvolvimento de câncer nessa região. Conforme ele, a realização periódica do exame pode reduzir os riscos de mortalidade em até 70% . Consulte a lista de especialistas da área, em Campo Grande.

Cezar Luiz Galhardo
(67) 3321-0162
Av. Fernando Correa da Costa 1233
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Guilherme Henrique Silveira
(67) 3363-2896
Rua Eduardo Santos Pereira 329
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Jose Luiz Lause Villas Boas
(67) 3382-5704
Travessa Pepe Simioli 87 - Sala 05
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Lenice Garcia Brandao
(67) 3382-0432
Rua Bahia 1110
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Carlos Alberto Jurgielewicz
(67) 783-4400
Rua Barao do Rio Branco 2588
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Faustino e Ratier Serviços Médicos S/S
673-3829
R Marechal Rondon 1636 - Sala 601
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Edmundo Jose de Souza
(67) 3382-8931
Rua 13 - de Maio 2286
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Maristela Vargas Peixoto
Rua Oceano Atlantico 245
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Alex Cunha Alonso
(67) 3321-2976
Rua Sao Paulo 205
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Mastologia

Dados Divulgados por
Eloina Brasil Ferreira
(67) 3384-5771
Av Fernando Correa da Costa 1233
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Ginecologia e Obstetrícia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Câncer de colo do útero

Fornecido por: 

No Brasil, estima-se que o câncer do colo do útero seja o terceiro mais comum na população feminina, sendo superado pelo câncer de pele não melanoma e pelo de mama. Este tipo de câncer representa 10% de todos os tumores malignos em mulheres. É uma doença que pode ser prevenida, estando diretamente vinculada ao grau de subdesenvolvimento do país.




De acordo com dados absolutos sobre a incidência e mortalidade por câncer do Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de colo do útero foi responsável pela morte de 3.693 mulheres no Brasil em 1998. Para 2001, as Estimativas sobre Incidência e Mortalidade por Câncer prevêem 3.725 novos óbitos.



Fatores de Risco



Vários são os fatores de risco identificados para o câncer do colo do útero. Os fatores sociais, ambientais e os hábitos de vida, tais como baixas condições sócio-econômicas, atividade sexual antes dos 18 anos de idade, pluralidade de parceiros sexuais, vício de fumar (diretamente relacionado à quantidade de cigarros fumados), parcos hábitos de higiene e o uso prolongado de contraceptivos orais são os principais.



Estudos recentes mostram ainda que o vírus do papiloma humano (HPV) e o Herpesvírus Tipo II (HSV) têm papel importante no desenvolvimento da displasia das células cervicais e na sua transformação em células cancerosas. O vírus do papiloma humano (HPV) está presente em 99% dos casos de câncer do colo do útero...


Continue sua leitura em Saúde e Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net