Próteses Campo Grande, Mato Grosso do Sul

Encontre próteses em Campo Grande. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Ana Lucia Kiyomi Shimabuko Dobashi
(67) 3384-6194
Av. Mato Grosso 2209
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Carmen Sandra Mequi
673-0296
Rua Barao do Rio Branco 1550
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Tsutomu Fukuchi
(67) 3326-1935
Rua Roncador 850
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Alexandre Casali Neto
(67) 3321-3936
Rua Doutor Arthur Jorge 1096
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Tania Mara S Bertolotto
(67) 3029-6683
R Rua Barao do Rio Branco 1550
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Clebio Pereira Vasconcellos
(67) 3384-2959
Rua 13 - de Maio 2286
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Vilma Cubel Goncalves
(67) 3384-7515
Quinze Deovembro 1017
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Eliana Yonamine
(67) 3321-2258
Rua 24 - de Outubro 50
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Meyer Ostrowsky
(67) 3042-2160
Rua Amazonas 451
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Evandro Veiller Ferrari
(67) 3382-7095
Rua Xv Deovembro 1311
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
Especialidade
Clínica Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Próteses

Fornecido por: 

Próteses mioelétricas de membros superiores e inferiores, assim como diversos equipamentos utilizados em ambulatório e em fisioterapia, precisam ser importadas porque não existe uma tecnologia nacional. Por outro lado, a tecnologia sofisticada eleva o custo das manufaturas importadas, inviabilizando sua aquisição para um grande segmento de potenciais usuários, inclusive sua adoção pelo sistema nacional de saúde.

O interesse pela robótica e a preocupação em minimizar os problemas que afetam os amputados, facilitando a inserção deles na sociedade, levaram o físico Helder Aníbal Hermini a envolver-se em pesquisas sobre o tema já a partir do final do mestrado.

Unindo conhecimentos da mecatrônica e da área médica, Hermini, hoje professor da Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM) da Unicamp, buscou desenvolver próteses de baixo custo que possam ser disponibilizados a maior número de pessoas e no sistema público de saúde.

Onze anos depois, o sonho do professor do Departamento de Engenharia Mecânica está prestes a se realizar. Até o fim do ano, cinco próteses de braços e cinco próteses de pernas estarão concluídas e em condições de serem testadas. Os ajustes finais serão feitos em trabalho de campo no Centro de Reabilitação Infantil Princesa Vitória de Rio Claro e em ambulatório fisioterápico do Hospital de Clínicas da Unicamp.

Helder Hermini acredita que, com seis meses de testes, os produtos poderão ser colocados à disposição de empresas interessadas em fabricá-los em escala. O físico terá cumprido assim o seu principal objetivo: atender à reabilitação humana usando tecnologia moderna, mas de custos compatíveis com a realidade brasileira.

O pesquisador utilizou no projeto conceitos da engenharia de controle e automação aplicados nas áreas automotiva, comercial, bancária e industrial. Para desenvolver as próteses, cursou disciplinas da área médica, como anatomia, neuroanatomia e neurofisiologia.

"Atualmente se enfatiza a utilização de próteses controladas por estimulação mioelétrica, utilizando os impulsos colhidos do próprio amputado", esclarece. Devido à natureza individual dos parâmetros cinesiológicos, uma das metas é a geração de sistemas de controle que aceitem "treinamento" a partir do aprendizado quando aplicado ao usuário.

Essa proposta exige a utilização de conceitos de inteligência artificial no reconhecimento de padrões, emprego de algoritmo baseado em conceitos e técnicas de redes neurais artificiais, algoritmos genéticos e lógica Fuzzy.

"Em nossa linha de pesquisa desenvolvemos a dinâmica do projeto mecânico, a eletrônica embarcada e a cosmética, pois as propriedades da prótese devem se aproximar ao máximo das apresentadas pelo membro. Nesse particular, o belo é o que se aproxima do natural", observa Helder Hermini, citando o cirurgião plástico Ivo Pitanguy.

Joelho hidráulico

Um dos produtos desenvolvidos no Laboratório de Biomecatrônica e Engenharia d...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net