Tratamento com Acupuntura Natal, Rio Grande do Norte

Encontre tratamento com acupuntura em Natal. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Marlize de a Romano
(84) 3133-3400
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Nubia Eleonora D de Medeiros
(84) 3212-1222
Av. Campos Sales 847
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Maria do Socorro S.G. da Silva
(84) 3222-3508
Rua Potengi 467
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Maria Elaine F. de Farias
(84) 3211-9333
Av. Campos Sales 782
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Centro Clínico da Dor
(84) 3201-2285
av Hermes Fonseca, 1078 Tirol
Natal, Rio Grande do Norte

Dados Divulgados por
Zelia Maria Silva de Assis
(84) 3211-8448
Citopatologia Ginecologia e Obstetrícia
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Natal Hospital Center
(84) 4009-1000
Afonso Pena 754
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Medicina Nuclear

Dados Divulgados por
Maria do Socorro Santos G Silva
Rua Potengi 467
Natal, Rio Grande do Norte
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Centro Clínico do Cidadão
(84) 3223-0964
av Pres Bandeira, 513 B Alecrim
Natal, Rio Grande do Norte

Dados Divulgados por
CCI-Cinésio Clínica Integrada
(84) 3206-3086
av Rui Barbosa, 14
Natal, Rio Grande do Norte

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamento com Acupuntura

Fornecido por: 

Sessões de acupuntura são uma boa alternativa para controlar a náusea e o vômito causados pelo tratamento quimioterápico do câncer de mama. Pesquisa realizada na Faculdade de Medicina (FM) da USP mostra que as pacientes que passaram por sessões da técnica tradicional (uso de agulhas) tiveram uma diminuição considerável desses efeitos colaterais indesejáveis.

O médico ortopedista Wu Tu Chung realizou o estudo com um grupo de 64 mulheres em tratamento quimioterápico no período de março de 2003 a fevereiro de 2007, no Hospital do Câncer - A.C. Camargo, em São Paulo. Segundo o pesquisador, cerca de 20% dos pacientes que fazem quimioterapia apresentam vômitos e náuseas. "Para esses casos, a acupuntura clássica (com agulha) pode representar um grande benefício", afirma Chung.

O pesquisador explica que todas as mulheres selecionadas estavam fazendo um mesmo tipo de quimioterapia, ou seja, usavam as mesmas drogas. "Escolhemos um tipo de quimio que é uma das que mais causam vômitos e náuseas nos pacientes", explica o médico. Cada quimioterapia dura, no total, 21 dias. As sessões de acupuntura foram iniciadas no mesmo dia de início das de quimio.

Chung conta que existem diversos tipos de medicações usadas nas quimioterapias e que cada uma delas pode provocar náuseas e vômitos em intensidades diferentes, dependendo do paciente. "Muitas vezes, antes mesmo de fazer o tratamento quimioterápico a pessoa já apresenta os efeitos colaterias, ao que damos o nome de crise antecipada. A crise tardia ocorre após 48 horas de aplicação e a aguda é entre 24 a 48 horas após a aplicação do medicamento", diz.

As mulheres, com idades entre 26 e 66 anos, foram dividas em três grupos. A acupuntura clássica (com agulhas) foi usada em 20 delas, em sessões de meia-hora de duração, três vezes por semana, durante uma semana. A auriculopuntura (técnica auricular) foi aplicada em 23 pacientes. Esse método consiste em fixar, com fita adesiva, sementes de mostarda em pontos específicos da orelha. As pacientes foram orientadas a massageá-los durante cinco minutos, quatro vezes ao dia, durante uma semana. O grupo controle, composto por 21 mulheres, não recebeu nenhum tratamento ligado à acupuntura.

Para as sessões de acupuntura clássica, Chung escolheu cinco pontos para uso das agulhas: três na face, um no braço, um na perna e um no estômago. Para a técnica auricular também foram usados cinco pontos, correspondentes ao do método clássico.

"Os resultados mostraram que tanto a acupuntura clássica como a auricular podem ser consideradas bons auxiliares para evitar náuseas e vômitos decorrentes da quimioterapia. Porém a técnica tradicional (com agulhas) apresentou, estatisticamente, os resultados mais expressivos", afirma o médico.

De acordo com Chung, não se sabe ao certo como a acupuntura interfere na ocorrência de náuseas e vômitos. "Provavelmente os estímulos ou a pressão nos ponto...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net