Tratamento com Acupuntura Toledo, Paraná

Encontre tratamento com acupuntura em Toledo. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Joao Bosco da Rocha Strozzi
(41) 3212-3213
Av Pres Kennedy 4121 - Shopping Palladium
Curitiba, Paraná
Especialidade
Medicina Preventiva e Social

Dados Divulgados por
Renato da Silva Freitas
(41) 3335-7474
R. Solimões 1154 Merces
Curitiba, Paraná
Especialidade
Cirurgia Cranio-Maxilo-Facial

Dados Divulgados por
Alair Alfredo Berbert
(43) 3334-0606
Rua Amador Bueno 268
Londrina, Paraná
Especialidade
Patologia

Dados Divulgados por
Jose Almeida Fonseca
232-1533
R Major Otavioovaes 112
Castro, Paraná
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Iara Rute Correa Duarte
(45) 9933-0288
Rua das Palmas 188 - Jardim das Flores
Curitiba, Paraná
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Paulo Renato Calliari
(41) 3224-3346
R. Lourenço Pinto 196 - Cj 802
Curitiba, Paraná
Especialidade
Medicina de Tráfego

Dados Divulgados por
Lycurgo Tostes de Andrade
(43) 3323-9784
Duque de Caxias 1980 - 204
Londrina, Paraná
Especialidade
Medicina Legal

Dados Divulgados por
Cintimagem Clin. de Medicina Nuclear
(41) 3259-6620
Av. Iguacu 1236
Curitiba, Paraná
Especialidade
Medicina Nuclear

Dados Divulgados por
Carlos Augusto Villegas Chirinos
(41) 3335-1216
Rua Jacarezinho 394 (Ao lado da Torre da Oi)
Curitiba, Paraná
Especialidade
Medicina Estetica

Dados Divulgados por
Salmo Raskin
(41) 3306-6838
Rua Saldanha Marinho 1782
Curitiba, Paraná
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamento com Acupuntura

Fornecido por: 

Sessões de acupuntura são uma boa alternativa para controlar a náusea e o vômito causados pelo tratamento quimioterápico do câncer de mama. Pesquisa realizada na Faculdade de Medicina (FM) da USP mostra que as pacientes que passaram por sessões da técnica tradicional (uso de agulhas) tiveram uma diminuição considerável desses efeitos colaterais indesejáveis.

O médico ortopedista Wu Tu Chung realizou o estudo com um grupo de 64 mulheres em tratamento quimioterápico no período de março de 2003 a fevereiro de 2007, no Hospital do Câncer - A.C. Camargo, em São Paulo. Segundo o pesquisador, cerca de 20% dos pacientes que fazem quimioterapia apresentam vômitos e náuseas. "Para esses casos, a acupuntura clássica (com agulha) pode representar um grande benefício", afirma Chung.

O pesquisador explica que todas as mulheres selecionadas estavam fazendo um mesmo tipo de quimioterapia, ou seja, usavam as mesmas drogas. "Escolhemos um tipo de quimio que é uma das que mais causam vômitos e náuseas nos pacientes", explica o médico. Cada quimioterapia dura, no total, 21 dias. As sessões de acupuntura foram iniciadas no mesmo dia de início das de quimio.

Chung conta que existem diversos tipos de medicações usadas nas quimioterapias e que cada uma delas pode provocar náuseas e vômitos em intensidades diferentes, dependendo do paciente. "Muitas vezes, antes mesmo de fazer o tratamento quimioterápico a pessoa já apresenta os efeitos colaterias, ao que damos o nome de crise antecipada. A crise tardia ocorre após 48 horas de aplicação e a aguda é entre 24 a 48 horas após a aplicação do medicamento", diz.

As mulheres, com idades entre 26 e 66 anos, foram dividas em três grupos. A acupuntura clássica (com agulhas) foi usada em 20 delas, em sessões de meia-hora de duração, três vezes por semana, durante uma semana. A auriculopuntura (técnica auricular) foi aplicada em 23 pacientes. Esse método consiste em fixar, com fita adesiva, sementes de mostarda em pontos específicos da orelha. As pacientes foram orientadas a massageá-los durante cinco minutos, quatro vezes ao dia, durante uma semana. O grupo controle, composto por 21 mulheres, não recebeu nenhum tratamento ligado à acupuntura.

Para as sessões de acupuntura clássica, Chung escolheu cinco pontos para uso das agulhas: três na face, um no braço, um na perna e um no estômago. Para a técnica auricular também foram usados cinco pontos, correspondentes ao do método clássico.

"Os resultados mostraram que tanto a acupuntura clássica como a auricular podem ser consideradas bons auxiliares para evitar náuseas e vômitos decorrentes da quimioterapia. Porém a técnica tradicional (com agulhas) apresentou, estatisticamente, os resultados mais expressivos", afirma o médico.

De acordo com Chung, não se sabe ao certo como a acupuntura interfere na ocorrência de náuseas e vômitos. "Provavelmente os estímulos ou a pressão nos ponto...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net