Tratamento de Diabetes Palhoça, Santa Catarina

Encontre onde realizar tratamento de diabetes em Palhoça. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Fernando Oto dos Santos
(48) 3273-9000
Rua Luiz Fagundes 000
Sao Jose, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Urgência

Dados Divulgados por
Genesis Laboratorio Clinico
(48) 3028-2882
Prefeito Osmar Cunha 486 - Sala 03
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Daniel Gomes Silva
(48) 9162-0921
Rua Madalena Barbi 81
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Carlos Renato da Silva Fonseca
3248-8778
Rua Arnoldo Candido Raulino 183
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Armenio Matias Correa Lima
3232-1164
Homeopatia Medicina de Família e Comunidade
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Jose Carlos Silveira de Mello
324-6128
Rua Joao Sandim 2
Sao Jose, Santa Catarina
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Margareth Bruggemann
3324-1100
Rua Angelo La Porta 64
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Omar Cesar Ferreira de Castro
Av. Pref. Osmar Cunha 183 - Centro
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Hildebrando Couto Scofano
322-4880
Rua Menino Deus 63 - 507 e 508
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Lourival Bonatelli Filho
3224-3265
Av Osmar Cunha 126 - 401
Florianopolis, Santa Catarina
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamento de Diabetes

Fornecido por: 

Um hormônio encontrado no intestino pode ser usado para tratar diabetes em adultos, de acordo com experiências feitas na Dinamarca.

Os cientistas deram doses do hormônio GLP-1 a 20 pessoas com diabetes tipo 2. Em todos os casos, os organismos dos pacientes passaram a produzir mais insulina - a substância que os diabéticos não produzem ou produzem em quantidade insuficiente.

O problema decorre de uma disfunção no pâncreas que faz com que os diabéticos não consigam controlar os níveis de açúcar no sangue.

Cerca de 10% das pessoas com mais de 60 anos de idade sofrem do chamado diabetes tipo 2.

Insulina

Em um quadro saudável, células do pâncreas produzem o hormônio insulina, que faz a síntese do açúcar.

Atualmente o tratamento do diabetes tipo 2 envolve mudança dos hábitos alimentares e aumento de atividades físicas. Nos casos mais graves, também são usadas substâncias para diminuir o nível de glicose no sangue e injeção de insulina.

Os pacientes que participaram da experiência receberam doses contínuas de GLP-1 ou de uma mistura salina.

No caso dos pacientes que tomaram GLP-1, o hormônio estimulou o funcionamento das chamadas células B, estruturas presentes no pâncreas que são responsáveis pela produção de insulina.

O nível de açúcar no sangue e o apetite dos pacientes também foram reduzidos.

Segundo o coordenador do estudo, Jens Juul Holst, os resultados sugerem que o tratamento com o hormônio pode ter ...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net