Tratamento de Hipotermia Manaus, Amazonas

Encontre tratamento de hipotermia em Manaus. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Patricia de Holanda Vital
(92) 3659-3266
Av Djalma Batista 1661 - Sl 701 Medical Tower Edificio Millenium
Manaus, Amazonas
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Patricia de Holanda Vital
(92) 3659-3266
Av Djalma Batista 1661 - Sl 701 Medical Tower Edificio Millenium
Manaus, Amazonas
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
CLINICA DE DIAGNÓSTICOS LABORATORIAL DR DAMIAO ARAUJO
092 33621830 - 91138999 - 91743380
RUA PARAUÁ No 107 - Br 319 kM 118 - CENTRO
CAREIRO CASTANHO, Amazonas
Especialidade
ANÁLISES CLINICAS, CITOLOGOA CLINICA, BIOQUIMICA, TOXICOLOGIA

ANDRE LUIZ CARONE
(92) 3584-2020
RUA RIO IÇA 21, QUADRA 23
MANAUS, Amazonas
Especialidade
CIRURGIA PLASTICA

Thera Kids - Reabilitação Infantil
(92) 3087-8555
Rua Rio Iça, 192- Veirialves
Manaus, Amazonas
Especialidade
Fisioterapia, Fonoaudiologia e Psicologia

Neivaldo Jose Nazare dos Santos
(92) 3635-2862
Rua Acre 12 - 7º Andar sala 719
Manaus, Amazonas
Especialidade
Medicina Estetica

Dados Divulgados por
Neivaldo Jose Nazare dos Santos
(92) 3635-2862
Rua Acre 12 - 7º Andar sala 719
Manaus, Amazonas
Especialidade
Medicina Estetica

Dados Divulgados por
MEDINUTRI - Consultório médico e nutricional
(92) 3238-5700
Rua Cinco, 374 - Alvorada 2- Altos
Manaus, Amazonas
Especialidade
Endocrinologia

Consultório médico e nutricional
(92) 3238-4628
Alvorada 2
Manaus, Amazonas
Especialidade
Endocrinologia e nutrição clínica

Neurológica- Istituto de Neurodiagnoistico do Amazonas
(92) 3642-4955
Rua 7 243, P-10 , Manaus-Amazonas
Manaus, Amazonas
Especialidade
Neurologia e Neurofisiologia

Dados Divulgados por

Tratamento de Hipotermia

Fornecido por: 

Hipotermia

DEFINIÇÃO

Definições variam, mas consideram geralmente como uma diminuição da temperatura corporal abaixo de 35°C (95°F). Pode ser leve (32 a 35°C), moderada (27 a 32°C), grave (20 a 27°C) ou profunda (< 20°C).


CAUSAS TÓXICAS

  • Alcoois
  • Opióides
  • Sedativos
  • Alfa-bloqueadores
  • Agentes hipoglicemiantes
  • Nafazolina
  • Fenotiazínicos


CAUSAS NÃO TÓXICAS

  • Ambientais
  • Lesão de sistema nervoso
  • Sepsis


MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS

Sinais e sintomas dependem do grau de hipotermia. Depressão progressiva de SNC é observada com a diminuição da temperatura corporal. O diagnóstico é feito através da medida de temperatura corporal abaixo de 35°C (utilizando termômetro para baixas temperaturas ou sensor térmico). Letargia geralmente ocorre com temperaturas abaixo de 32°C, e ausência de resposta aos estímulos verbais em temperaturas abaixo de 27°C.

Na hipotermia leve para moderada, taquicardia, hiperventilação e tremores são observados. Mas com temperaturas abaixo de 27°C, estas respostas termorregulatórias são perdidas, os tremores cessam e progressiva bradicardia e hipoventilação são observadas.

Na hipotermia profunda (abaixo de 20°C), o paciente pode parecer aparentemente morto. Na hipotermia grave, o miocárdio é mais sensível e predisposto à fibrilação. Gasometria arterial é de difícil interpretação, mesmo quando corrigida pela temperatura. São também observadas anormalidades de ECG ( depressão da condução miocárdica, ondas de Osborne, alterações de segmento ST e onda T), bradicardia, hipotensão e hipovolemia relativa.


INVESTIGAÇÕES RELEVANTES

  • Eletrocardiograma
  • Gasometria arterial
  • Eletrólitos séricos, creatinina sérica, uréia sérica, glicemia, atividade da creatina fosfoquinase (CPK) e provas de função hepática
  • Raio X de tórax
  • Investigação toxicológica


TRATAMENTO

Tratamento sintomático e de suporte. Fluidos administrados endovenosamente podem ser aquecidos até 40 y 42°C.

Em casos leves e moderados, aquecimento passivo externo é suficiente (uso de cobertores em temperatura ambiente).

Aquecimento central ativo é geralmente reservado para pacientes com hipotermia grave, não responsivos ao aquecimento passivo externo e / ou com alterações do ritmo cardíaco (taquicardia ou fibrilação ventricular, assistolia). Pode ser atingido através da administração de oxigênio aquecido e umidificado; lavagem gástrica com fluidos quentes; diálise peritonial com fluidos aquecidos; reaquecimento extracorpóreo (hemodiálise, bypass cardiopulmonar ou femural-femural).

Critérios para morte cerebral não são aplicáveis para pacientes hipotérmicos e, se necessário, ressuscitação cardíaca deve ser mantida até que o paciente esteja aquecido. Tratamento usual para fibrilação ventricular é geralmente ineficaz até correção da hipotermia.

MONITORIZAÇÃO...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net