Tratamento de Taquicardia Ventricular Toledo, Paraná

Encontre tratamento de taquicardia ventricular em Toledo. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.

Paulo Renato Calliari
(41) 3224-3346
R. Lourenço Pinto 196 - Cj 802
Curitiba, Paraná
Especialidade
Medicina de Tráfego

Dados Divulgados por
Regional Hospital de Caridade N. Sra. Aparecida
(42) 3524-3388
Br 476 - Km 03
Uniao Da Vitoria, Paraná
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Jose Almeida Fonseca
232-1533
R Major Otavioovaes 112
Castro, Paraná
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Iara Rute Correa Duarte
(45) 9933-0288
Rua das Palmas 188 - Jardim das Flores
Curitiba, Paraná
Especialidade
Medicina de Família e Comunidade

Dados Divulgados por
Claudio Tacashi Takada
(41) 9157-2909
Av: João Gualberto 1988
Curitiba, Paraná
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Salmo Raskin
(41) 3306-6838
Rua Saldanha Marinho 1782
Curitiba, Paraná
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
Champagnat Clin. e Lab.
(41) 3335-5252
Rua Des. Isaias Bevilaqua 512
Curitiba, Paraná
Especialidade
Genética Médica

Dados Divulgados por
Analisa Lab. de Anal. Clinicas
(41) 3015-1816
Rua Padre Ildefonso 58
Curitiba, Paraná
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Marco Cesar Palumbo Maggi
(44) 3622-4200
Rua Min. Oliveira Salazar 4253
Umuarama, Paraná
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Joao Bosco da Rocha Strozzi
(41) 3212-3213
Av Pres Kennedy 4121 - Shopping Palladium
Curitiba, Paraná
Especialidade
Medicina Preventiva e Social

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Tratamento de Taquicardia Ventricular

Fornecido por: 

Taquicardia ventricular (TV) é um ritmo cardíaco complexo, originário nos ventrículos. Geralmente a freqüência cardíaca é regular, entre 150 a 200 batimentos por minuto. Há dissociação entre a atividade atrial e ventricular. A freqüência rápida e a dissociação átrio-ventricular (A-V) podem levar à redução do enchimento cardíaco, com baixo débito, hipotensão e parada cardíaca.

Taquicardia Ventricular Atípica (também conhecida como TV polimórfica ou Torsades de Pointes) é um tipo particular de TV associado com intervalo QT prolongado.


CAUSAS TÓXICAS

Muitas substâncias tóxicas causam taquicardia ventricular. Indivíduos com doença cardíaca isquêmica de base estão particularmente em risco.

Exemplos importantes incluem:

Taquicardia ventricular:

  • Acônito (encontrado em certos preparados herbais chineses)
  • Anfetaminas e outros estimulantes relacionados
  • Glicosídeos cardíacos (digoxina, digitoxina)
  • Hidrato de cloral
  • Fluorocarbonetos clorados
  • Cocaína
  • Quinidina e outros antiarrítmicos tipo 1a
  • Quinino
  • Teofilina
  • Antidepressivos tricíclicos
  • Taquicardia Ventricular Atípica (Torsades de Pointes):

    • Amiodarona
    • Antihistamínicos (terfenadina e astemizole)
    • Arsênico
    • Fluoreto
    • Quinidina e outros antiarrítmicos tipo 1a
    • Tioridazina


    CAUSAS NÃO TÓXICAS

    • Infarto agudo do miocárdio ou isquemia
    • Insuficiência cardíaca congestiva
    • Doença intrínsica do sistema de condução
    • Hipocalemia
    • Hipocalcemia
    • Síndromes congênitas com alargamento do QT


    MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS

    As características clínicas da taquicardia ventricular variam dentro de um largo espectro, de acordo com o débito cardíaco e a perfusão de órgão-alvo. Parada cárdio-respiratória pode ser observada, ou o paciente pode apresentar choque com hipotensão, diaforese, confusão mental ou síncope. Ocasionalmente o paciente pode estar aparentemente assintomático, especialmente indivíduos jovens previamente saudáveis.

    No caso de TV atípica, os pacientes podem apresentar abruptos episódios de tontura, fraqueza ou síncope.


    DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL

    Taquicardia sinusal ou supraventricular acompanhada de complexo QRS alargado.

    Vários agente tóxicos podem causar alargamento dos complexos QRS, incluindo:

    • Cloroquina e drogas relacionadas
    • Difenidramina
    • Fenotiazínicos (especialmente tioridazina)
    • Propoxifeno
    • Quinidina e outros antiarrítmicos tipo 1a e 1c
    • Quinino
    • Antidepressivos tricíclicos


    INVESTIGAÇÕES RELEVANTES

    Um monitor cardíaco é essencial para determinar a atividade elétrica do coração; iniciar a monitorização cardíaca imediatamente e manter observação contínua.

    • ECG
    • Eletrólitos séricos (incluindo potássio, cálcio e magnésio)
    • Gasometria arterial
    • Oximetria de ...

Clique aqui para ler este artigo em Saude em Movimento

Termos e Condições | Política de Privacidade
Fonte do texto: Saúde em Movimento
Banco de dados de médicos e clínicas: Doctoralia
Obs.: Se seu nome aparece no nosso cadastro e deseja que o tiremos, favor entrar em contato com support@nsphere.net